PUB
CDU condena “falsa eleição” de António Cunha como presidente da CCDR
CDU condena “falsa eleição” de António Cunha como presidente da CCDR
Segunda-feira, Outubro 19, 2020

A comissão coordenadora de Guimarães da CDU (Coligação Democrática Unitária) reagiu em comunicado à eleição de António Cunha como presidente da Comissão Coordenadora da Região Norte, considerando-a uma “falsa eleição”.

Na origem deste comunicado, em que condena todo este processo, a CDU de Guimarães revela que os elementos da Assembleia Municipal de Guimarães “foram notificados, sob ameaça de falta” para participar na referida eleição. Apesar de terem comparecido e votado os comunistas reprovam todo o processo.

“Foi uma falsa eleição, porque o eleito já estava eleito antes das eleições. Em consequência do acordo entre PS e PSD, com o beneplácito do Presidente da República, casamenteiro do bloco central, não havia candidatos para escolher, havia apenas o eleito daqueles partidos. Foi uma falsa eleição, porque não houve e não há qualquer programa eleitoral próprio. Na realidade o que há é o que antes havia – o programa do governo – e com tal vazio o eleito nunca pode ser confrontado com promessas ao eleitorado, nunca se sente obrigado a prestar contas a quem foi convocado para votar num eleito depois de eleito”, pode ler-se no referido comunicado enviado às redações.

Dizendo não compactuar com esta farsa, a CDU promete ser exigente com este órgão. Recorde-se que o Bloco de Esquerda também se pronunciou desfavoravelmente sobre este assunto.