Catorze distinções na Gala “A Terra onde a Lua fala”
Domingo, Dezembro 9, 2018

O auditório dos Bombeiros das Taipas recebeu, na noite de 8 de Dezembro, a Gala “A Terra onde a Lua fala”, iniciativa promovida pela Junta de Freguesia de Caldelas e pelo jornal Reflexo. Noite de muitas emoções e a deixar no ar a sensação de que será uma iniciativa a repetir no futuro.

Numa primeira fase, foram distinguidos atletas das coletividades desportivas taipenses que se tem destacado no seu percurso ou que de alguma forma contribuíram para o sucesso das equipas que representam.

Os prémios atribuídos, todos entregues pela mão de Zé Manel, ex-jogador do Clube Caçadores das Taipas, foram os seguintes:
CART – Alberto Martinho; CC Taipas – Pedro Mota; NAT – Marcelo Pereira; Clube Petanca das Taipas – Maria Emília Gonçalves; Clube Rope Skipping Taipas – Paulo Lima; Clube Ténis das Taipas – Adelino Freitas; Clube Ténis de Mesa das Taipas – João Ribeiro e na categoria de atleta não vinculado a um clube/associação de Caldas das Taipas, a distinção foi para Rita Lopes.

Seguiram-se cinco categorias de diferentes áreas de abrangência e, em resultado do trabalho realizado por um júri independente, as distinções foram para o Rotary Clube de Caldas das Taipas (Solidariedade), Clube de Rope Skipping de Caldas das Taipas (Associativismo), Banhos Velhos (Cultura/Artes/ Espetáculo), Farfetch (Empreendedorismo) e Hélder Pereira (Ciência/Investigação).

A finalizar, a distinção atribuída pelo Jornal Reflexo, da inteira responsabilidade da direção do jornal, para esta primeira edição da Gala “A Terra onde a Lua fala”, como reconhecido do trabalho de relevo em prol da sociedade onde o jornal se insere, recaiu sobre a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas.

Numa Gala conduzida pelos jornalistas Helena Lopes e Vítor Lopes, os momentos musicais estiveram a cargo do Quinteto de Metais da Banda Musical de Caldas das Taipas e da fadista Sofia Teixeira.

Na Galeria de Fotos desta notícia (utilizar setas da foto acima), encontra os momentos em que os distinguidos receberam o seu prémio.