PUB
Casa da Memória tem um projeto das Nicolinas e apela à participação dos vimaranenses
Casa da Memória tem um projeto das Nicolinas e apela à participação dos vimaranenses
Segunda-feira, Maio 21, 2018

Documentos inéditos (cartazes, panfletos, textos de posses…) e sobretudo fotografias antigas ou mesmo pequenos filmes amadores estejam adormecidos em coleções particulares ou em arquivos familiares. É o que a Casa da Memória de Guimarães procura e apela aos vimaranenses que ajudem a reunir o acervo Nicolino.

Solicita-se, portanto, que os detentores de documentos desconhecidos entrem em contacto com a Casa da Memória, cuja exposição permanente já integra um núcleo Nicolino e que será responsável pela digitalização, o registo de informações (datação, contexto de realização da imagem, identificação das personagens, etc.) e a conservação das reproduções, integradas no seu acervo nicolino.

Os originais serão prontamente devolvidos aos seus proprietários, acompanhados do ficheiro informático da reprodução.