PUB
Carta ao Pai Natal 2020!
Quinta-feira, Dezembro 3, 2020

Querido Pai Natal,

Pode não parecer, mas portamo-nos muito bem! Há datas simbólicas que gostamos de chegar lá, completar, celebrar, viver! Tal como acontece no Natal!

Na teoria, 2020 era um ano perfeito para ser memorável. E está a ser, pelos piores motivos, infelizmente! O mundo paralisou por causa de um inimigo invisível. Tu sabes do que falamos, Pai Natal! Não adianta repetir um assunto que já tem… barbas!

Estamos cansados, sim! E chegou o último mês de um ano tão anormal que o mundo quererá esquecer e tão cedo não lembrar! Andamos todos os dias de olhos arregalados, a espreitar por uma máscara, com receio de uma infeção e à espera que a vacina chegue como… presente! Não é preciso laçarote ou uma fita especial, descansa! O vírus já embrulhou bem a nossa vida este ano. Basta uma tesoura para cortarmos a eito a última folha do calendário.

2020 foi o ano das restrições e das ausências. De afetos, do trabalho, do sorriso aberto, rasgado e franco. Foi o ano das privações. De vidas, sobretudo! Não só por COVID, mas também! Foi o ano em que vimos partir muita gente, inclusive em Guimarães. Despedimo-nos da senhora mais idosa do concelho! Estávamos ainda em fevereiro. A D. Emília, a “Milinha do Pedra”, como era conhecida, tinha 106 anos! Uma pérola de pessoa, um poço de sabedoria.

Não queremos mais 2020 – um ano de (imensas) perdas! Do conhecido médico Mário Dias de Castro (março). Da ex-vereadora Francisca Abreu (agosto). Do ex-Presidente de Junta Álvaro Costa (setembro). Do popular Francisco Martinho (setembro). Do ilustre vimaranense Fernando Alberto Ribeiro da Silva (outubro). Do nicolino José Maria Magalhães (outubro). Do rotário Francisco Zamith (novembro). Do empresário e antigo dirigente do Vitória e do Moreirense, Manuel Almeida, também em novembro…

No desporto, então, nem se fala, em particular no emblema vitoriano. Foram três ex-jogadores do Vitória: Miljan Mrdakovic (maio), Valdemar Custódio (julho) e Basílio Marques (agosto), além do ex-treinador Vítor Oliveira. Esta semana, faleceu o sócio nº 1 do Vitória, o Sr. Barroso, com 93 anos, 77 deles como associado do clube! Também com o mesmo tempo de filiação, em maio, sentou-se no outro lado da bancada o Sr. Machado, da Foto Beleza. Era o sócio nº 4. Tinha 90 anos.

Que 31, Pai Natal! Quem diria que iríamos ficar, já, sem o 10 argentino e, no dia 01 de dezembro, sem o nosso Maradona da Filosofia, o Eduardo Lourenço! A…Deus, 2020! Até o Pai da Mafalda, o Quino, também argentino, deixou de nos fazer sorrir no último dia de setembro! Já chega, não? Quando tudo o que precisávamos era de um “007” para exterminar o vírus, eis que 2020 nos volta a pôr fora de jogo e nos leva Sean Connery no… último dia de outubro!

“O Amanhã Nunca Morre” e o melhor de 2020 será mesmo chegar ao fim! Essa palavra que fechou tantas novelas de Pedro Lima! Que seja melhor a terminar do que foi a começar. Mas acaba rápido, ok? E leva contigo a COVID! A Ciência já alimenta o espírito natalício que há em cada um de nós e está a tratar disso. Anunciada a poucos dias do Natal, a vacina chega no último mês de 2020! O melhor deve estar mesmo no fim. E quem ri por último…

Pronto, era isto.

Andamos o ano todo a dizer que “vai ficar tudo bem”!

Eu acredito em ti, Pai Natal.

Um… abraço!