PUB
Capital Verde Europeia
Quinta-feira, Maio 17, 2018

Guimarães não passou à fase final da candidatura a Capital Verde Europeia. Não é drama algum, apesar de naturalmente querermos sempre vencer as “batalhas” em que nos envolvemos.

O PSD enquanto partido responsável subscreveu a declaração de consenso político, comprometendo-se com esta candidatura. Fizemo-lo não porque queríamos apenas mais um título para o nosso concelho, mas sim porque na essência estamos de acordo que sejam implementadas práticas de sustentabilidade ambiental que assegurem um maior respeito pela natureza e um correto desenvolvimento sustentado. Práticas que não deviam ser novas em pleno século XXI.

Conforme evidenciou o relatório final, há ainda muito caminho a percorrer a este nível. Como sempre dissemos, entendemos que a visão estratégica de desenvolvimento a este nível não deve estar condicionada a uma check-list de uma candidatura, mas sim resultar de um plano bem elaborado de médio-longo prazo.

O que assistimos nos últimos quatro anos foi a um rodopio de projetos e iniciativas que tinham por objetivo ir ao encontro dos requisitos da candidatura. Ora, esse foi para mim o erro capital. O exemplo das ciclovias é sintomático. Ainda estão em construção, feitas a correr e em alguns casos mal planeadas e de difícil relação com a envolvente.

Acho que Guimarães deve ter um plano estruturado de desenvolvimento sustentado, colocando na agenda municipal a melhoria dos indicadores da qualidade da água dos nossos rios e ribeiras, do tratamento dos resíduos sólidos urbanos, da implementação de uma rede de transportes públicos capaz… Enfim. Guimarães deve percorrer um caminho de melhoria ambiental e de afirmação europeia como cidade verde e só depois ambicionar os títulos.

Até parece que somos principiantes nestas matérias. Basta ver o exemplo da candidatura a Guimarães Capital Europeia da Cultura. Um processo que percorreu vários mandatos autárquicos, que foi evolutivo, que foi maturado com a comunidade, que foi sendo pensado e estruturado para se vencer à primeira.

Fico satisfeito pelo Presidente da Câmara ter aceitado o desafio que lhe lancei na reunião de câmara para ouvir os partidos sobre esta matéria. Lá, daremos o nosso contributo e a nossa visão, pois somos uma oposição que assume as suas responsabilidades.