PUB
Capacitar o concelho atentos ao futuro
Quinta-feira, Fevereiro 15, 2018

O concelho de Guimarães orgulha-se da dinâmica do seu movimento associativo, que enriquece as suas gentes e quem nos visita. O município, as suas cooperativas, as mais diversas associações culturais, desportivas e de cariz social, grupos informais e entidades privadas dotam Guimarães de uma oferta abrangente para os mais diversos públicos.

Nos dias que correm, e por força dos desafios que a sociedade contemporânea coloca, a relação e articulação entre as mais diversas entidades e o Município está intensificada, mas possivelmente facilitada, se estivermos atentos às inúmeras possibilidades abertas pelo desenvolvimento tecnológico.

Ao longo do mandato são vários os momentos e as áreas em que as associações do concelho interagem com a Câmara Municipal de Guimarães, tramitando pedidos de apoios, documentação – muitas vezes duplicada – e um sem número de deslocações até aos postos de atendimento.

Para além desta necessidade, urge criar pontes, parcerias e trabalho conjunto entre os diversos agentes, bem como a necessidade de espaçamento entre atividades destinadas a públicos semelhantes.

Atentos a estas diversas possibilidades, com os olhos postos no futuro e em melhores tomadas de decisão baseadas em informação concentrada e transversal às diversas áreas, bem como da crescente cooperação entre as diversas associações, a Câmara tem desenvolvido esforços no sentido de sentar à mesma mesa os diversos agentes.

Exemplo disso foi a concertação de um calendário cultural com as associações do concelho, numa reunião extremamente participada, no início do mês de Fevereiro, onde se sentiu a diversidade e riqueza de opiniões do nosso tecido associativo.

Para além desse momento, está para breve o lançamento de um Portal para todas as associações do concelho. Para que as suas interações quer como o Município, quer na concertação das atividades entre si, possam conhecer um polo agregador, evitando as duplicações, as sobreposições e as continuas deslocações ao Balcão Único para processos que ciclicamente se repetem.

Uma Câmara modernizada será sempre mais transparente, mais participada e mais capaz de decidir em prol da boa gestão dos recursos públicos. Um concelho que comunica entre si e para fora de si, será sempre um concelho mais rico.

Guimarães já tem um tecido associativo vibrante. Cabe ao Município capacitar o seu território e disponibilizar ferramentas de facilitação de um trabalho cada vez melhor.