PUB
Câmara de Guimarães vai atribuir subsídio extraordinário ao CART
Câmara de Guimarães vai atribuir subsídio extraordinário ao CART
Quinta-feira, Agosto 31, 2017

Para fazer face às despesas inerentes ao aluguer do pavilhão da Escola Secundária das Taipas, a Câmara Municipal de Guimarães vai atribuir um subsídio extraordinário, de 5 mil euros, ao CART.

Amadeu Portilha, vereador do desporto da Câmara Municipal de Guimarães, é quem o confirma.

Segundo o vereador, o seu recente regresso de férias impediu que pudesse ter tido conhecimento desta situação mais cedo. Só nesta altura, o vereador vimaranense tomou conhecimento do pedido do CART, para que a Câmara Municipal de Guimarães pudesse apoiar a coletividade na questão das despesas extraordinárias que deverão vir a ter com o aluguer do pavilhão da Escola Secundária das Taipas.

“Atendendo ao carácter extraordinário da situação, a decisão foi de imediato tomada pela Câmara Municipal de Guimarães, no sentido de atribuir à coletividade taipense um subsídio de 5 mil euros, para fazer face a estas despesas”, referiu Amadeu Portilha a este propósito acrescentando que o CART já foi informado desta decisão.

Esta situação também já foi confirmada ao Reflexo por Lima Pereira, presidente do CART, que diz já ter conhecimento dela desde o dia de ontem e que também nos informou que a mesma em nada influência, por não ter sido por esse motivo, o seu pedido de demissão, que se mantém. Contudo, continuou sem querer entrar em detalhes sobre o(s) motivo(s) que o levou a apresentar a demissão do cargo para que foi eleito em maio último.

Recorde-se que esta necessidade surge, na sequência do início das obras de reconstrução da EB 2,3 da vila taipense, local até aqui utilizado pelas equipas de voleibol de formação do CART para treinar. Na impossibilidade de o continuar a fazer naquele local, a Direção do CART encetou contactos com a Escola Secundária para utilização do seu pavilhão para esse efeito. O valor solicitado pela Direção da escola (500 euros mês) foi considerado elevado pelo CART que, de imediato, solicitou apoio extraordinário à Câmara de Guimarães e deu início a uma ronda de contactos para a utilização doutros pavilhões, fora da vila, para esse fim.