PUB
Câmara autoriza realização da Feira Retalhista e Mercado de Guimarães
Câmara autoriza realização da Feira Retalhista e Mercado de Guimarães
Segunda-feira, Novembro 2, 2020

Depois do recuo do Governo, na medida anunciada há poucos dias de proibir a realização de feiras e mercados de levante, passando a responsabilidade da sua realização para as autarquias, Domingos Bragança, acabou de anunciar que em Guimarães, a feira retalhista e mercado vão continuar a realizar-se.

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, acaba de anunciar que a feira retalhista e mercado que têm lugar em Guimarães vão continuar a realizar-se, depois da Resolução do Conselho de Ministros, conhecida esta segunda-feira, ter remetido essa decisão para as autarquias.

Em nota distribuída à imprensa, é dado conta que desde o início do desconfinamento, em maio último, Guimarães cumpre todas as condições de segurança e normas determinadas pela Direção Geral de Saúde, como é exemplo o controlo da lotação do recinto, a higienização e o uso obrigatório de máscara, bem como a vigilância por parte de equipas municipais e autoridades policiais.

A atual lotação da feira retalhista de Guimarães é de 700 clientes. Tal como tem sucedido, os acessos obrigam a uma gestão cuidada, de modo a evitar uma concentração excessiva, disponibilizando-se apenas uma entrada e duas saídas, estando já adjudicada a aquisição de um semáforo com leitura ótica para conhecimento em tempo real da lotação do espaço. É obrigatório o uso de máscara por feirantes e clientes, sendo o espaço de venda limitado por dois feirantes.

Coloca-se agora a situação da realização, ou não, das feiras semanais das freguesia do concelho, nomeadamente a feira semanal das Taipas. Tem a palavra a Junta de Freguesia local. Atendendo àquela que tem sido a postura da Junta de Freguesia de Caldelas, tudo leva a crer que a decisão relativamente à realização da feira semanal das Taipas também seja no sentido daquilo que decidiu o município de Guimarães em relação à cidade.