PUB
Câmara apoia 19 empreendedores a criarem o seu próprio negócio rural
Câmara apoia 19 empreendedores a criarem o seu próprio negócio rural
Quinta-feira, Fevereiro 15, 2018

A Câmara de Guimarães vai apoiar a primeira fase da criação de um negócio em contexto rural de 19 pessoas. Trata-se de uma iniciativa Incubadora de Base Rural de Guimarães (IBR Guimarães). Os contratos foram assinados esta quarta-feira, 14.  

“A 2ª fase consiste na elaboração de um plano de negócios com a duração de três meses, onde esta equipa irá receber formação, ações de capacitação, apoio na ideia de negócio de cada um”, disse a vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, cita o comunicado da Câmara. Reforçou ainda que “há uma vontade política muito sincera que este projeto tenha o máximo de sucesso no nosso território, sirva de uma boa prática para ser replicado e até servir de um bom exemplo para outros municípios”.

Este projeto integra ainda um dos grandes objetivos do município em prol da candidatura a Capital Verde Europeia. “É um caminho que estamos a trilhar, independentemente do resultado do processo de seleção pois o que importa é a estratégia definida em termos de desenvolvimento”, referiu a vereadora, para quem “Guimarães quer seguir a rota do desenvolvimento sustentável”.

No arranque da 2ª Fase do Programa de Incubação, o Diretor Regional Adjunto da Direção de Agricultura e Pescas do Norte, Mário Araújo e Silva, vincou “esta grande iniciativa da Câmara Municipal de Guimarães”. Alertou ainda para os riscos do setor da agricultura na componente de economia de mercado e também pelo risco climatérico, “algo que pode ser colmatado pelos seguros agrícolas”.

A Elaboração do Plano de Negócios tem início a 26 de fevereiro, na 2ª Fase de um Programa de Incubação Integrado com a duração prevista de um ano, isento de custos para os candidatos. Ao longo do ano de 2018, a IBR Guimarães lançará novos avisos de abertura de candidaturas para que mais promotores possam encontrar neste serviço os apoios que procuram para desenvolverem e implementarem as suas ideias de negócio.

Entretanto, foi aprovado já em reunião do Executivo, na semana passada, um regulamento à Incubadora de Base Rural que permite ter um sistema de incentivos para atribuir 16 bolsas no âmbito deste processo, onde os candidatos, se reunirem requisitos, poderão beneficiar do apoio financeiro que o próprio Município disponibilizará para a criação de empresas, com uma vertente especial de promover a coesão social.