PUB
Caldas das Taipas a (des)propósito XXVIII: Escolas (conclusão)
Sábado, Janeiro 18, 2020

Na madrugada deste domingo (, quando uma das minhas tarefas costumeiras, me que obrigava a percorrer o centro da vila, sempre pelas 5 horas aos 5ºs domingo dos meses desde o ano de 2008, percebendo que pelas contingências administrativas poderia ser o último, deparo-me a reflectir no sítio do costume, aquele que o Snr. António Martins dos Santos da Foto Lamarts criou na década de 60 para mostrar as beldades e as novidades fotográficas da sua autoria. Agora, como outrora, uma das montras mais visitadas da nossa terra, o designado sítio de estilo, onde se colocam os Editais, publicando o que se passa cá no burgo, um local incontornável de todos os taipenses.

Lá, ainda o dia não despertara, deparo-me com o anúncio de morte e do funeral, que me chamou mais à atenção, pela sua singeleza, não figurava a fotografia do falecido. Tratava-se do senhor Albino Lopes Rodrigues, o Bino Palhas. Com quem estivera a falar uns dias antes, quando na esplanada do Avô João ali a 20 metros do sítio, como fizera amiudadas vezes e em diversos sítios, quase sempre em feiras de antiguidades e de velharias que ele também frequentava. Falávamos de muito, do seu filho que, com uma doença incurável partira muito cedo, e fora meu educando quando na Massificação Desportiva do CAJAS ao tempo do PREC, da sua filha Marta, do seu genro Carlos, do seu pai, Antonio Rodrigues Lopes, da firma industrial António Rodrigues & Filhos, Lda, uma fábrica de tecidos no miolo da localidade ao Lugar da Vessada, da sua incursão na política e actividade pública que tivera antes e no pós 25 de Abril, partir assim mais um dos muitos taipenses que tanto me ensinam.

Vem isto a propósito de o relembrar também como o melhor aluno do seu tempo da escola primária de Caldelas, corria o ano de 1945. Para assim, encerrar o capítulo das Escolas, deixando-o no ano de 1940. Em jeito de admiração aqui fica o registo ainda incompleto dos melhores alunos da mesma escola dele, desde que a Sociedade Martins Sarmento os começou a distinguir, por ora apenas até ao ano de 1970:

 

Melhor aluna/o da Escola Primária de Caldelas:

1890: José da Silva Ferreira

1891: Francisco Pereira Silvério

1892: José Ferreira Gonçalves Júnior

1893: Marga rida Martins Duarte e Óscar de Sousa Pereira

1894: Maria Marques da Siva Lopes e Aureliano Caetano da Silva

1896: Emília Baptista de Mattos e João da Costa Novaes Gonçalves

1897: Adelina Pereira Silvério e Augusto Martins da Costa e Silva

1898: Leopoldina de Sousa Marques e Cândido Ribeiro Capella

1899: Engrácia Martins da Silva Lopes e Júlio Exposto

1900: Maria Marques Baptista e António Pinto Gomes da Costa Guimarães

1901: Maria da Silva Piairo e Américo Ferreira

1902: Thereza da Silva Mendes e Félix Álvaro Pinto Guimarães

1903: Dalila Pinto Lamosa, Maria da Conceição Leite e António da Silva Vieira; Aristeu Pereira

1904: Laura de Barros Ferreira e José Pereira Castro

1905: Maria de Jesus Felgueiras d’Oliveira e Cândido da Silva Maia

1906: Maria Vieira Guimarães e João da Silva Piairo

1907: Ereilia da Silva e Domingos de Barros Ferreira

1908: Cândida da Silva Mendes e Manuel Ribeiro da Silva Marques

1909: José Ribeiro da Costa Marques e Cândida Machado

1911: Hilária Ferreira da Silva e Laurentino Antunes Machado

1912: Manuel de Faria e Cândida Machado

1924: Josina da Silva Ribeiro, Albertina Ferreira, Albertina Rita Teixeira Lopes, Isildo Francisco da Silva

1925:  Francisca Rodrigues, Isabel da Silva Fernandes, Emília de Jesus Teixeira Lopes, Manuel José Crespo

1926: Abílio Augusto Durão Pinto de Miranda, Alexandrino Pinto Maia Silvério, Manuel Crespo da Costa

1927: Eduardo Ferreira Barbosa, João Ferreira; João da Purificação, Almena Durão Pinto de Miranda

1928: Joaquina Mendes, Maria Adelaide Ferreira Manso, José Francisco da Silva e Joaquim da Silva

1930: José Faria da Silva, João da Costa Guimarães e Emília Lerou da Costa e Silva

1931: Agostinho Ferreira, Francisco de Macedo e Maria Elisa Ferreira Pinto Guimarães

1933; Marinha da Silva, João Bernardino da Silva Ferreira Manso e Joaquim de Sousa Piairo

1935: Maria do Carmo de Araújo, Aurélio Pereira Martins de Sousa e Delfim Magalhães da Silva Lopes

1939: Engrácia Macedo Ribeiro, José Ferreira e Abílio Maia Gômes

1940: Matilde de Sousa Ribeiro, Francisco Pereira da Silva e Manuel da Costa e Silva

1941: José Adélio Maia Gomes, Manuel Eusébio Macêdo Ribeiro e Maria Isabel de Castro Faria Martins

1942: José Manuel Lourenço, José Custódio de Matos Freitas e Maria Teresa Lourenço

1943: António Plácido Crespo da Costa Meneses, José Baptista de Matos e Maria do Carmo Rodrigues

1944: Carlos José Antunes Ferreira Monteiro, Joaquim da Cunha Carvalho e Maria da Cunha Carvalho

1945: Armando Piairo Salgado, Alberto Fernandes Sampaio e Orinda dos Anjos Capela

1946: Maria Teresa Monteiro;

1948: Maria Madalena Silva Oliveira,Helena dos Anjos Ribeiro Castro, Albino Lopes Rodrigues

1949: Mário Alves Duarte

1950: António Teixeira Araújo Pereira, Jorge Pereira Ribeiro e Maria Sameiro Teixeira Maia Silvério

1951: Maria Emília Costa Duarte e Orlando Pereira Ribeiro

1955: Isaías Marques Silva

1956: Joaquim Freitas de Sousa

1957: António Maria Lemos Soares, António Marques da Silva, Maria Francisca Ferreira Crespo Sousa

1960: José Pereira Ribeiro

1961: José Manuel Gonçalves Oliveira

1963: João Fernando Martins Antunes

1966: Maria José Oliveira Costa Marques

1969: Abílio Artur da Costa Antunes

1970: Domingos Francisco Marques Sousa

 

Domingo, 29 de Dezembro de 2020