PUB
Buscas no Rio Ave continuaram esta quarta-feira mas revelaram-se inconclusivas
Buscas no Rio Ave continuaram esta quarta-feira mas revelaram-se inconclusivas
Bruno José Ferreira
Quarta-feira, Janeiro 15, 2020

As buscas no Rio Ave mantiveram-se na manhã desta quarta-feira mas revelaram-se inconclusivas e foram dadas como terminadas, pelo menos para já, à hora de almoço. O Reflexo esteve junto ao local, testemunhando a presença de vários meios de investigação.

Tal como no dia anterior os Bombeiros Voluntários das Taipas participaram nas buscas, nomeadamente com os seus mergulhadores e duas lanchas que incidiram as suas buscas numa zona específica do rio, entre as freguesias de Ponte e Sande Vila Nova.

A GNR também esteve nas margens do rio com equipas cinotécnicas a percorrer as margens, mas acima de tudo com efetivos policiais que fizeram um perímetro de segurança de dimensões consideráveis, impedindo o acesso às proximidades dos operacionais que estavam nas buscas.

Nenhuma autoridade presente no local prestou qualquer tipo de esclarecimento sobre o caso, mas ao que foi possível apurar estas buscas estão relacionadas com o desaparecimento do vimaranense Fernando Conde, cujo paradeiro é desconhecido desde o último dia 8.

As buscas tiveram lugar nesta zona específica entre Ponte e Vila Nove de Sande devido a indícios junto ao rio que levaram o Departamento de Investigação e Ação Penal de Guimarães e determinar as buscas no âmbito da investigação do referido desaparecimento.

As investigações prosseguem por outros meios, sendo que as autoridades colocam em cima da mesa vários cenários, nomeadamente o de crime.