PUB
Bombeiros das Taipas recebem 11.900 euros para apoio na criação das equipas de intervenção a incêndios rurais
Bombeiros das Taipas recebem 11.900 euros para apoio na criação das equipas de intervenção a incêndios rurais
Quarta-feira, Setembro 11, 2019

Este foi um dos 98 pontos da ordem de trabalhos da reunião do executivo o município de Guimarães desta quinta-feira, dia 12 de setembro, a primeira após o período de férias. Este ponto foi aprovado por unanimidade.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários das Caldas das Taipas (AHBVCT) solicitou um apoio à autarquia vimaranense para assegurar as equipas de intervenção reportadas ao CDOS (Comando Distrital de Operações de Socorro) – uma Equipa de Combate a Incêndios e uma Equipa Logística de Apoio ao Combate – a integrar o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR).

O apoio foi justificado atendendo a que o concelho de Guimarães regista o maior número de ignições de incêndios rurais, aliado ainda ao facto de só o Corpo de Bombeiros das Caldas das Taipas fazer parte integrante do DECIR.

Caso os bombeiros taipenses não assegurassem esse dispositivo, o município de Guimarães seria o único, quer ao nível distrital, quer ao nível nacional, a não fazer parte integrante do DECIR 2019.

Recorde-se que estas equipas de intervenção têm como função garantir o ataque inicial, e que, fora das horas de descanso e intervenção, os seus elementos ocupam-se do reconhecimento das zonas mais sensíveis da sua área de atuação, mantendo contacto permanente com o seu corpo de bombeiros e com a Sala Distrital de Operações e Gestão de Emergências do CDOS contribuindo, nesse sentido, para um combate mais rápido e eficaz dos incêndios rurais levando à diminuição das áreas ardidas.

 

942 euros para 17 bombeiros de Guimarães de reembolso do IMI

Esta é a verba que resulta do reembolso de 20% de IMI aos 17 bombeiros do concelho de Guimarães, referente aos prédios urbanos localizados na área do concelho de Guimarães, destinados a habitação própria e permanente dos beneficiários.

Trata-se da aplicação do Regulamento Municipal de Concessão de Direitos e Benefícios aos Bombeiros Voluntários do Concelho de Guimarães, publicado no Diário da República, 2ª Série – n.º 121 em 26.06.2017, em vigor desde 27.06.2017, onde estão contemplados os direitos e benefícios sociais a conceder pelo município de Guimarães aos bombeiros voluntários das corporações existentes no concelho.

Ao abrigo desta disposição legal, foram apresentados na Câmara Municipal 17 (dezassete) pedidos de concessão do benefício do reembolso de 20% do IMI, relativamente aos anos de 2017 e de 2018.

De acordo com análise efetuada pelo Serviço Municipal de Proteção Civil, todos eles reuniram os requisitos para a atribuição do Cartão Municipal de Identificação do Bombeiro. Examinados os respetivos processos, e conforme documentos apresentados pelos interessados, verifica-se que a morada fiscal de todos os requerentes corresponde à morada dos prédios sobre os quais incide o pedido do reembolso.