PUB
Bombeiros das Taipas começam vacinação com anseio de mais “segurança”
Sábado, Fevereiro 13, 2021

Daniel Silva foi o primeiro dos 26 bombeiros taipenses a ser vacinado, em Urgezes, na sede do ACES Alto Ave. Primeira fase da vacinação das corporações deve ser concluída no próximo sábado.

Por volta das 15h30 de sábado, Daniel Silva já tomara a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. Foi o primeiro elemento dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas a ser vacinado, em Urgezes, no Centro de Saúde Professor Arnaldo Sampaio, sede do Agrupamento de Centros de Saúde do Alto Ave (ACES Alto Ave). “Foi dentro do normal em qualquer procedimento para uma vacina, mas com mais precaução. Está tudo programado ao pormenor para que não falhe”, explicou o bombeiro de 24 anos ao Reflexo Digital.

Daniel Silva promete “continuar com as mesmas precauções” no futuro, mas diz-se agora “mais seguro”. “Sinto-me mais seguro um pouco. Isto protege-me a mim e aos outros”, afirmou o bombeiro que diz fazer “um pouco de tudo” no seio da corporação taipense, à qual

A segurança dos bombeiros é também a prioridade do comandante. Rafael Silva considera, sobretudo, que a vacina vai “atenuar o receio” dos membros da corporação infetarem as próprias famílias. “O corpo de bombeiros vai-se sentir mais seguro e as famílias: filhos, pais. Eles fazem os seus serviços e, no fim, vão para os seus domicílios, onde têm os seus familiares. Têm muito receio de ficarem infetados”, observou.

 

Prioridade a quem tem mais “horas de socorro”

O responsável acompanhou os 25 bombeiros listados para a vacinação neste sábado, que abarcou cerca de 25% dos membros das seis corporações existentes no território coberto pelo ACES Alto Ave: contam-se ainda os bombeiros de Guimarães, Vizela, Fafe, Mondim de Basto e ainda os Cabeceirenses.

Mas a primeira fase da vacinação destina-se a 50% dos bombeiros do ACES Alto Ave; no caso das Taipas, essa percentagem corresponde a 49 elementos. Rafael Silva, que será vacinado no segundo grupo da primeira fase, deu prioridade aos membros que mais participam em missões de socorro. “A escolha foi dentro do pessoal profissional e do pessoal que tem mais horas de socorro. É o pessoal que sai mais vezes”, esclareceu.

A corporação taipense pôde ainda vacinar mais um bombeiro na tarde de sábado, face às três doses de vacina que sobraram; as outras duas foram aplicadas em elementos dos Bombeiros Voluntários de Guimarães.

 

Conclusão da primeira fase “provavelmente” no próximo sábado

A conclusão da primeira fase da vacinação dos bombeiros deve ocorrer no próximo sábado, adiantou ao Reflexo o diretor executivo do ACES Alto Ave, Novais de Carvalho; a primeira fase inclui cerca de 280 bombeiros, sendo vacinados 140 neste sábado e outros 140 “provavelmente” no próximo, acrescentou. O médico considerou ainda que o processo tem decorrido com “normalidade”, com o ACES a receber as listas nominais enviadas pelas corporações para a Administração Regional de Saúde do Norte.

Para Novais de Carvalho, a escolha deste sábado para iniciar a vacinação deveu-se à maior “disponibilidade” que os bombeiros, em princípio, teriam. “Além do ponto de vista logístico para nós, tendo em conta os trabalhos de vacinação que temos tido, deu mais jeito hoje, porque as corporações, ao sábado, têm mais disponibilidade para se vacinarem. Está a correr tudo bem”, realçou.

 

Comandante não se pronuncia sobre demissão

À margem do primeiro dia de vacinação, Rafael Silva recusou comentar a demissão de José das Neves Machado da presidência dos Bombeiros Voluntários de Caldas das Taipas, comunicada nesta sexta-feira. “Isso é um caso diretivo. Não faz parte do Comando, nem do Corpo Ativo”, disse.

Nesse comunicado, José das Neves Machado alegou motivos de saúde para deixar um cargo que ocupou durante 28 anos. O Reflexo apurou que a presidência será ocupada por Manuel Castro, até agora vice-presidente da direção.