Belém e São Bento em Guimarães
Quinta-feira, Março 21, 2019

Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa vão estar em Guimarães nos próximos dias. O início do equinócio da primavera traz o Presidente da República ao AvePark e o Primeiro-Ministro português ao Campus de Azurém da Universidade do Minho, num intervalo de tempo muito reduzido.

Na próxima terça-feira, 26 de março, Marcelo encontrar-se-á com investigadores do Parque de Ciência e Tecnologia e celebrará com uma “selfie” o 20º aniversário do Centro de Investigação 3Bs, liderado pelo nosso cientista Rui Reis, cidadão honorário de Guimarães. Em abril, no início do mês, no dia 09, António Costa apresenta na Cidade-Berço a segunda fase do programa “Indústria 4.0”, integrado na Estratégia Nacional para a Digitalização da Economia.

Duas ilustres e prestigiadas visitas que demonstram e traduzem a robustez de Guimarães no contexto nacional enquanto território industrial baseado na transferência para as empresas do novo conhecimento científico e tecnológico, de maior valor e emprego qualificado.

No AvePark, o Chefe de Estado de Portugal tomará o pulso ao megacentro de investigação “The Discoveries Centre”, o Centro das Descobertas em Medicina Regenerativa e de Precisão, que terá sede no futuro Instituto Cidade de Guimarães, um importante polo de investigação e inovação em biomedicina, em mais uma fecunda colaboração entre a Universidade do Minho (UM) e a Câmara Municipal.

Guimarães criou com a sua UM uma relação que supera o protocolar conceito da parceria institucional. Sente-se e verifica-se uma ligação de compromisso e de responsabilidade fomentada, ao longo destes anos, entre o Polo universitário e o concelho de Guimarães. O trabalho realizado na Zona de Couros, com equipamentos como o Instituto de Design, o Centro Avançado de Formação Pós-Graduada e, agora, a reabilitação do Teatro Jordão, são alguns dos exemplos que frutificam desta relação.

A Universidade sem muros, aberta à Comunidade e à fruição do espaço público, é uma realidade valorizada pelos Vimaranenses e uma marca de excelência da Universidade do Minho que afirma Guimarães como cidade universitária e de conhecimento. Hoje, a UM é uma instituição de referência e, em seu torno, cria-se valor, com o conhecimento a ser a base sustentável que solidifica a construção do (nosso) futuro.

A apresentação em Guimarães do programa nacional “Indústria 4.0” é, pois, uma janela única para as empresas e as universidades portuguesas. É uma oportunidade para conhecer métodos de transformação digital, com o desenvolvimento de tecnologias que permitem profundas alterações nos modelos de produção e de negócio. Objetivo: superar os desafios da 4ª revolução industrial!

Porque um território será tão mais competitivo e atrativo quanto for capaz de ler e entender as suas marcas identitárias. O exemplo da cooperação e competitividade, através de uma rede colaborativa, permitirá reforçar o ecossistema da inovação no concelho de Guimarães. Em prol do país e do mundo…