PUB
BE questiona acessibilidade aos transportes por pessoas deficientes ou de mobilidade reduzida
BE questiona acessibilidade aos transportes por pessoas deficientes ou de mobilidade reduzida
© Direitos Reservados
Quinta-feira, Fevereiro 13, 2020

 O Bloco de Esquerda (BE), nomeadamente o seu Grupo Parlamentar, questionou as autoridades municipais de transportes dos catorze concelhos do distrito de Braga sobre a acessibilidade dos transportes públicos para pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida.

Os deputados eleitos do Braga fazem constar no documento enviado à Assembleia da República que o número de veículos adaptados para estas pessoas é muito reduzido, o que vai contra as leis e regulamentos existentes.

“Esta situação limita a mobilidade destas pessoas, diminuiu a sua qualidade de vida e coloca em causa a sua liberdade e autonomia, tornando-as dependentes de terceiros ou do transporte individual para acesso aos cuidados de saúde ou a atividades culturais e recreativas”, defende o Bloco.

Referindo que a mobilidade é um direito e deve ser garantido a todas as pessoas, o BE assume que é importante “aferir se os recursos próprios existentes, nomeadamente, veículos e terminais, encontram-se devidamente adaptados”.