PUB
Banda This Penguin can Fly selecionada por plataforma internacional
Banda This Penguin can Fly selecionada por plataforma internacional
Direitos reservados
Sábado, Janeiro 25, 2020

A banda taipense This Penguin Can Fly, formada em 2014, foi uma das dez bandas portuguesas selecionadas pela plataforma internacional INES TALENT (Innovation Network of European Showcase) para poder participar e vários festivais de renome no decorrer do presente ano.

Numa edição em que a participação de bandas foi recorde, com mais de oitocentas mil candidaturas em toda a Europa, foram selecionados 130 projetos musicais emergentes de dezoito países. Com esta seleção os This Penguin Can Fly estão habilitados a marcar presença em eventos musicais integrados na rede da plataforma INES TALENT.

José Gomes, baterista da banda, considera “incrível” esta seleção, pelas múltiplas janelas de oportunidade que se abrem e pelo reconhecimento para a banda. “Para já pode não significar absolutamente nada em termos práticos, porque podemos não chegar a tocar em lado nenhum. Mas o facto é que já estamos inseridos numa rede de contactos, de agentes e promotores de música de vários festivais e países. Por outro lado, somos uma das dez bandas nacionais que foram selecionadas e estamos inseridos nesta rede, o que por si só é incrível. Até achamos que se trata de um patamar acima para aquilo que somos. Dá reconhecimento porque é um atestado de qualidade. Quem vai à página vê que nós estamos lá e somos um dos dez nomes nacionais presentes. Conheço muitas boas bandas, melhores do que nós, que se candidataram e não foram selecionadas”, refere José Gomes.

O baterista da banda que já tocou no Festival de Paredes de Coura sustenta que o que vier a mais do que aquilo que já foi conseguido, ou seja esta seleção, será sempre uma mais valia. Mas, só esta seleção já se trata de “uma montra” para os This Penguin can fly. “Para nós é bastante importante porque nos permite estar inseridos nesta rede de promotores, mas também por estarmos na página do INES TALEN durante todo o ano 2020, o que é uma grande montra. Depois, podermos vir a estar inseridos nos maiores festivais europeus é espetacular”, sublinha.

José Gomes recorda ao Reflexo que a notícia da seleção dos This Penguin Can Fly foi recebida, ou melhor, não foi recebida de forma peculiar. “As candidaturas foram feitas até junho e nós candidatámo-nos em abril. Nunca mais nos lembrámos disto. Até que há um dia que que estou à espera de uma consulta, fui ver o email e vi que já tínhamos sido selecionados há mais de uma semana. Os resultados já eram públicos, li aquilo umas quinze vezes para ter a certeza se realmente nos selecionaram”, conta.

Para além de José Gomes, fazem também parte dos This Penguin Can Fly o baixista Márcio Ferreira e ainda o guitarrista Miguel Azevedo. A ambição da banda é marcar presença no Liverpool Sound, um dos festivais que integram a plataforma INES TALENT. A candidatura já foi feita com a expetativa de que seja mesmo possível voar.