PUB
Bairro C apresentado para projetar um novo olhar sobre Guimarães
Bairro C apresentado para projetar um novo olhar sobre Guimarães
Terça-feira, Julho 7, 2020

A Câmara Municipal de Guimarães deu esta segunda-feira a conhecer o seu novo projeto cultural, denominado Bairro C, em que se pretende reinterpretar o território compreendido pela Zona de Couros, Teatro Jordão, Rua da Caldeiroa, Casa da Memória e CIAJG (Centro Internacional das Artes José de Guimarães).

“Estabelecemos várias ligações, com um pensamento comum sobre o território que se quer diferenciador. Existe uma forma diferente de olhar para a cidade e torná-la atrativa, através de um cruzamento de conceitos que permitem a valorização destes espaços menos visíveis e, assim, colocar no centro das nossas preocupações”, referiu Adelina Pinto, vereadora com o pelouro da cultura, na cerimónia de apresentação deste projeto, que teve lugar no Instituto de Design.

Por sua vez, Fernando Seara de Sá, vereador do urbanismo, defendeu que esta é “uma operação transversal” que engloba diversas áreas. “Temos de olhar cada vez mais para o desenvolvimento da cidade em função do imaterial e dos usos, acrescentando valores como a cultura, educação, arte e conhecimento” para que seja possível “fazer acontecer coisas numa cidade invisível”.

No âmbito desta iniciativa estão já em curso intervenções de arte urbana na Rua da Ramada, através de um graffiti no muro entre o Instituto de Design de Guimarães e o Centro de Ciência Viva, estando igualmente previstas intervenções na Rua da Liberdade e na Avenida Conde Margaride.

Do programa deste projeto consta também um ciclo de conferências onde será abordado o tema da arte pública na cidade. “Este ciclo de conferências abre já na próxima sexta-feira, às 18h00, com a conferência “Visão de Cidade C (Sê) Guimarães – Uma visão de Futuro”, com intervenção de António Cunha e Ivo Oliveira (Universidade do Minho). “Importância da Arte Pública – “Curar a Cidade – Riscos e Oportunidades para Palcos e Galerias” é tema de outra conferência, a realizar no dia 12 de julho, às 18h00, no Terrado do Mercado Municipal, com intervenção de Edgar Pêra e João Carvalho”, informa o município.

“Entre um leque de convidados conceituados no âmbito da arquitetura, design ou fotografia, o destaque vai para a Conferência Internacional sobre as artes de passeio em Guimarães, a decorrer entre os dias 22 e 24 de julho – Driting Bodies / Fluent Spaces – com a participação de Francesco Careri (IT), Karen O’Rourke (US/FR), Duarte Belo (PT)”, é referido.

No decorrer deste projeto, pensado para se realizar em três anos, serão proporcionados percursos pela cidade de Guimarães em que será instalada arte pública e programação paralela pelos palcos urbanos já referidos.