PUB
Autoridades lançam alerta de risco para a saúde
Autoridades lançam alerta de risco para a saúde
Paulo Dumas
Quinta-feira, Julho 16, 2020

Direção-Geral da Saúde lança alerta para o risco para a saúde que o calor que se tem feito sentir pode potenciar.

O calor intenso que se tem feito sentir, um pouco por todo o território nacional, levou Direção-Geral da Saúde, através das diferentes delegações locais, a lançar sucessivos alertas e medidas a adotar para evitar riscos para a saúde de cada um.

Os níveis de alerta têm sido avaliados e renovados diariamente desde o passado dia 7 de julho, sendo que para o caso de Guimarães, para esta sexta-feira, 17 de julho, será mantido o nível de alerta vermelho que, segundo a informação difundida pelas autoridades de saúde, significa que são esperadas “consequências graves em termos de saúde e mortalidade”.

A exposição ao calor intenso é uma agressão para o organismo, podendo conduzir a desidratação ou agravamento de doenças crónicas contribuindo, assim, para a elevação de risco para a saúde resultante do calor intenso que se tem feito sentir nos últimos dias.

Assim, recomenda a Direção-geral da Saúde, a adoção das seguintes medidas:

  • Beba água ou sumos de fruta natural, mesmo quando não tem sede, e evite o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Faça refeições frias, leves e coma mais vezes ao dia;
  • Utilize roupa larga, que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com proteção UVA e UVB;
  • Mantenha-se em ambientes frescos arejados, pelo menos 2 a 3 horas por dia;
  • Evite a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas;
  • Utilize protetor solar, com fator igual ou superior a 30 e renove a sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina;
  • Evite atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente, desportivas e de lazer no exterior;
  • Se trabalhar no exterior, hidrate-se frequentemente, proteja-se com roupa larga e chapéu e trabalhe acompanhado porque em situações de calor extremo poderá ficar confuso ou perder a consciência;
  • Escolha as horas de menor calor para viajar de carro e não permaneça dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol;
  • Tenha especial atenção com os doentes crónicos, grávidas, crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida;
  • Se está grávida modere a atividade física, evite a exposição direta ao sol e ingira frequentemente líquidos;
  • Assegure que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco e arejado. As crianças com menos de 6 meses não devem estar sujeitas a exposição solar, direta ou indireta;
  • Contacte e acompanhe os idosos e outras pessoas que vivam isoladas. Assegure a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco e arejado;
  • Se é doente crónico, ou está sujeito a terapêuticas e/ou dietas especificas, siga as recomendações do seu médico assistente ou do Centro de Contacto do SNS 24: 808 24 24 24;
  • No período de maior calor, corra as persianas ou portadas. Ao entardecer deixe que o ar circule pela casa;
  • Mantenha-se informado quanto às previsões meteorológicas e siga as recomendações da Direção-Geral da Saúde;
  • Em caso de emergência ligue 112;
  • Para mais informações ligue para o Centro de Contacto SNS 24: 808 24 24 24.