PUB
Associação comercial formalmente constituída em Janeiro
Quarta-feira, Dezembro 20, 2006

Os responsáveis pela instalação da Associação Comercial e Industrial das Taipas garantem ter pronto o articulado dos estatutos da associação. Os mesmos alheiam-se de quaisquer posições político-partidárias.

A Associação Comercial e Industrial das Taipas (ACIT) já tem os estatutos prontos e a escritura pública da Associação está marcada para o início de Janeiro de 2007. Segundo a Comissão Instaladora da associação, composta por onze elementos, estes são os avanços conseguidos depois de três semanas de trabalho.

A ACIT irá estabelecer-se em sede provisória no Centro Comercial Passerelle (loja 83) e funciona durante a semana (das 17 às 20 horas) e ao sábado (das 14 às 19 horas).

Na segunda quinzena de 2007 a ACIT está a prever fazer uma apresentação pública da associação que, segundo informação da própria, surge para garantir “a defesa dos interesses dos comerciantes, industriais e prestadores de serviços da área geográfica das Taipas”.

Os responsáveis pela criação da ACIT aproveitam, nesta primeira comunicação dirigida à imprensa, para se desmarcarem de diversas posições político-partidárias, apesar de ser conhecido papel impulsionador da Junta de Freguesia de Caldas das Taipas e das recentes declarações do presidente da Câmara Municipal de Guimarães ao guimaraesdigital.com, onde este transmite a sua conclusão de que a criação da ACIT é uma “atitude divisionista”.

Texto: Paulo Dumas
Foto: arquivo

COMENTÁRIOS A ESTA NOTÍCIA
___________________________________________

Saúde-se o primeiro comunicado de autoria própria da ACIT que deve esclarecer efectivamente as dúvidas que pairam sobre este tema. Parece-me claro que a Junta de Freguesia demonstrando uma enorme falta de tacto político e falta de estratégia na defesa dos interesses da vila da Taipas, através de declarações infelizes e desconexadas minou gravemente os intereses e objectivos a que esta associação de deveria propor, demonstrou a Junta de Freguesia que os seus objectivos talvez não sejam os mesmos dos comerciantes e industriais das Taipas. Caberá agora à ACIT demarcar-se das manobras políticas que envolveram esta iniciativa e demonstrar a sua exclusiva propensão para garantir “a defesa dos interesses dos comerciantes, industriais e prestadores de serviços da área geográfica das Taipas”. Uma explicação mais pormenorizada pode ser encontrada no artigo de opinião “o futuro me esclarecerᔠno blog “vermelho vivo”.
Rogério Leite da Silva  2006-12-20  14:46h.

1. A criação de uma associação comercial e industrial, nas Taipas não me choca:
1.1. O tecido industrial e o comércio tradicional enfrentam claras dificuldades e não tenho dúvidas que a cooperação e o aproveitamento de sinergias é muito positiva;
1.2. Não me recordo de actividades da ACIGuimarães visíveis e com resultados práticos nas Taipas;
1.3. Acho que falar em “dividir o concelho”, a propósito da criação da ACIT é exagerado.
2. Não me parece mal a Junta ter dado o primeiro passo, mas já me parecem mal as declarações do secretário da Junta ao JN. A Junta pode e deve impulsionar estas e outras iniciativas, sustentando a sua criação, mas deve imediatamente saír de cena, para evitar mal-entendidos (a não ser que tenha, de facto, segundas intenções).
3. A ACIT fez muito bem em demarcar-se, de imediato, das posições da Junta, a bem da sua independência.
4. Esta reacção foi rápida, mas pode não chegar. Isto porque a Junta, apesar de ter facilitado a sua criação, complicou-a logo a seguir, ao pôr-se em bicos de pés.
5. Conclusão: a comissão instaladora tem trabalho redobrado. E terá agora que provar que é de facto independente. Os seus dirigentes terão que ser eleitos pelas competências e motivação para exercerem esse cargo, independentemente da cor partidária. Se assim for, longa vida à ACIT. Se assim não for, está condenada ao insucesso.
Filipe Oliveira 2006-12-22 00:35h.

É uma associação criada pelos pró-bracarences das Taipas.
Onde justificam que tudo o que se faz de bom na cidade de Guimaraes deveria ter sido nas Taipas.
De todas as vilas de Guimaraes, as Taipas é a vila mais organizada e com melhores estruturas de todas; Que dirão as outras 9 vilas.
jomelo 2006-12-22 10:46h.

O Sr. “jomelo” que mais parece “Camelo” não deve ser das Taipas pois a associação comercial certamente não está a discutir o clubismo dos membros que aceitaram este desafio, comentários destes não fazem falta em vila nenhuma.
E como já dizia um amigo meu “a terra é boa mas a semente é fraca”.
Cropy 2006-12-23 16:05h