“As pessoas das Taipas podem ficar descansadas que a loja dos CTT vai continuar”
“As pessoas das Taipas podem ficar descansadas que a loja dos CTT vai continuar”
Manuel Silva
Quarta-feira, Junho 21, 2017

A afirmação é de Francisco Castelo Branco, Diretor da Área Comercial Parceiros, dos CTT, que na manhã de hoje esteve na Junta de Freguesia de Caldelas onde referiu não ter “lógica nenhuma os rumores que para aí correm sobre o encerramento da loja” dos CTT das Taipas.

Foi entregue durante o dia de ontem, 20 de junho, na sede da Junta de Freguesia de Caldelas, uma Petição em Defesa da Estação dos CTT das Taipas, subscrita por mais de 400 cidadãos e em que o seu primeiro subscritor é Luís Soares, atual membro da Assembleia de Freguesia de Caldelas e candidato, pelo Partido Socialista, nas próximas eleições autárquicas à Junta de Freguesia de Caldelas.

Na base deste documento está a instalação de um Posto dos CTT nas sede da Junta de Freguesia das Taipas que, para os subscritores deste documento, constitui preocupação por temerem a possibilidade da “Junta de Freguesia estar a criar condições, uma “via verde” para que a Administração dos CTT retire serviços da atual Estação e promova o seu encerramento”.

Para Luís Soares, esta situação significa “cavar a sepultura da Estação dos Correios como a conhecemos e que foi requisito determinante para em 1940 as Taipas serem elevadas a Vila” defendendo que a “ Vila das Taipas pela sua dimensão e importância merece continuar com uma Estação autónoma dos CTT” e relembrando que, com exceção do Centro da Cidade de Guimarães e de Pevidém, a Vila das Taipas é a única Vila do Concelho, com uma Estação dos CTT.

A intenção desta Petição é que seja revertida a decisão de abertura do Posto dos CTT na Junta de Freguesia e de exigir à Administração dos CTT “mais recursos humanos para melhorar a qualidade do serviço prestado na atual Estação dos CTT”.

Situação que, ao que sabemos, não vai acontecer dado que abertura deste novo Posto dos CTT, que esta manhã recebeu a visita de Francisco Castelo Branco, Diretor da Área Comercial Parceiros, dos CTT, está prevista para o próximo dia 30 de junho.

Aproveitando a sua presença nas Taipas, confrontamos Francisco Castelo Branco com as preocupações versadas na referida Petição. Sobre a possibilidade da abertura deste novo Posto ser um passo para o encerramento da Loja dos CTT das Taipas, Francisco Castelo Branco referiu ser “completamente falso. Não está nos nossos planos. A loja das Taipas é uma loja que absorveu o banco em novembro de 2016 e, por isso, investimos lá e muito. É uma loja que atende centenas de clientes ao dia e, por isso, não era a abertura de um Posto que iria permitir que se fechasse a Loja”, afirmando mesmo que “não estamos a abrir o Posto na Junta de Freguesia, para encerrar a Loja. Isso é garantido”

O reforço de recursos humanos e/ou o aumento das atuais instalações da Loja dos CTT das Taipas, em detrimento da criação deste novo Posto, não terá sido ponderado pela Administração dos CTT. Sobre este assunto, Francisco Castelo Branco, constata que os CTT tem em, em todo o país, 1.800 Postos e 610 Lojas próprias. “Já é um modelo que funciona há muito tempo. Um Posto funciona como um “braço”, de uma Loja. Por isso, vai acrescentar valor àquilo que a Loja faz e acrescenta valor às pessoas que moram aqui perto”, disse a este respeito.

Finalmente, sobre a possibilidade de se verificar perda de serviços na Loja dos CTT das Taipas, ficando, por exemplo, só com o serviço bancário em funcionamento, com o aparecimento deste novo Posto, Francisco Castelo Branco, foi perentório: “De forma nenhuma. O nosso banco funciona numa lógica, integrado dentro das nossas Lojas. Por isso, nós queremos aproveitar os clientes que vão à nossa Loja fazer correio, para serem clientes do banco. Se retirarmos de lá os clientes todos, deixamos de ter clientes para o banco. Por isso, enquanto há a loja temos clientes e aproveitamos esses mesmos clientes para o banco. A partir do momento em que investimos – e o banco existe desde novembro de 2016 -, não tem lógica nenhuma os rumores que para aí correm sobre o encerramento da loja. As pessoas das Taipas podem ficar descansadas que a Loja dos CTT, vai continuar.

Assim, a partir de 30 de junho, os mesmos serviços praticados na Loja dos CTT das Taipas, com exceção para os relacionados com colocação de divida pública (tesouro e aforro), e também exceto os produtos bancários, também poderão ser realizados no novo Posto dos CTT, que funcionará nas instalações da Junta de Freguesia das Taipas.