PUB
  POLÍTICA   Para que conste
Quarta-feira, Abril 29, 2009

Toda a gente sabe as contas da freguesia. Toda a gente as sabe discutir, embora as contas do POCAL – plano de contas das autarquias locais – sejam de difícil apreensão pela linguagem pouco comum utilizada.

Os dinheiros públicos, de todos nós, estão sob a fiscalização dos eleitos. Se o fazem com a necessária diligência e competência é uma questão de outra índole que aqui não vem ao caso.

Os dinheiros das empresas municipais, incluindo as cooperativas, não são fiscalizados pelos eleitos; ou melhor são fiscalizados por eleitos do mesmo partido que os utiliza.

O preâmbulo precedente destina-se a dizer que a Cooperativa Taipas Turitermas, melhor conhecida por “dona das Taipas”, apresentou as contas relativas ao exercício de 2008.
As contas foram apresentadas pela Direcção da Cooperativa designada pela Câmara Municipal de Guimarães. A Assembleia Geral foi presidida pela Câmara Municipal de Guimarães. Esteve presente o Conselho Fiscal, que deu parecer favorável às contas, designado pela Câmara Municipal de Guimarães. Todos os membros dos órgãos sociais da Cooperativa Taipas Turitermas têm a bênção da Câmara Municipal de Guimarães. A prestação de contas é um exercício narcisístico: é o órgão designado pela Câmara que presta contas ao seu accionista principal – com mais de 90% do capital social da Cooperativa, a Câmara Municipal de Guimarães.

Para conhecimento público, e por que se trata de uma empresa pública, e aí reside o interesse público, vou divulgar as contas da Taipas Turitermas reportadas ao ano de 2008.
Assim, o resultado do exercício foi negativo em € -42.637,36; os proveitos correntes do exercício desceram de € 554.651,44 para € 515.409,77, isto é € -39.241,67.

Os custos com o pessoal aumentaram 8,75%. As Taipas Turitermas, em 2005 tinha ao seu serviço 31 funcionários; em 2008, tinha 25. Não era por aqui que o Sócrates ía criar emprego. As amortizações, rubrica do investimento, desceram 21,2%.

Com a aplicação dos resultados do exercício de 2008, a Taipas Turitermas terá inscrito no seu balanço, na rubrica de resultados transitados, a “bonita” cifra de € -79.340,92.

Aquela pequena fracção de Taipenses corajosos que, noutros tempos, apostaram algum dinheiro na Taipas Turitermas, vêm o valor das sua participação diminuir sem que alguma vez tivessem participado na divisão dos seus lucros.

Se àquele cenário juntarmos o estado calamitoso do Parque de Lazer; do Parque de Campismo; das Piscinas e do preço para a sua utilização; do Rink; e do próprio edifício termal; fácil e impõe-se concluir que a gestão socialista das Taipas, por socialistas das Taipas, por indicação dos socialistas de Guimarães, é desastrosa e não tem emenda.

É ESTA GENTE QUE QUER RECONQUISTAR A JUNTA DE FREGUESIA DAS TAIPAS!

DEUS NOS LIVRE E GUARDE!

26