PUB
  SAÚDE   Mordeduras: em casa ou na rua o perigo pode estar presente
Quinta-feira, Outubro 30, 2008

É hábito a presença de um animal de estimação no agregado familiar, daí as mordeduras serem ferimentos comuns no dia-a-dia.

A possibilidade do cão doméstico morder a qualquer momento e do gato mostrar as suas garras é real. O agressor é normalmente um animal conhecido e a vítima uma criança. Percentualmente, as raças responsáveis pela maior procura de cuidados hospitalares são o cão Pastor Alemão e o gato Siamês.

Estes acidentes podem ter um fim mais ou menos dramático: um pequeno arranhão, cicatrizes de várias dimensões, fracturas ósseas, hemorragias fatais. O resultado dependerá do tamanho da criança, raça do animal, estados vacinais dos intervenientes (tétano e raiva), local do ferimento e assistência precoce e adequada.

Algumas indicações práticas para si:

Após a mordedura, a ferida (se superficial) tem de ser suavemente limpa com água e sabão e aplicado um anti-séptico.

Se a ferida sangrar, uma gaze limpa aplicada com alguma pressão ajudará a estancar a ferida, se a mesma for profunda, tiver sinais de infecção (vermelha, inchada, quente, dolorosa), for muito conspurcada, se suspeitar que o agressor tenha raiva ou a vacina tetânica da vítima estiver desactualizada/desconhecida deverá procurar ajuda especializada.

Tem de dar especial atenção se o local da mordedura for a cabeça, pescoço, mão e pé pelas estruturas aí presentes e se a vítima tiver diabetes, doença hepática, cancro, HIV, tomar medicamentos que enfraqueçam as defesas da própria ou for hipocoagulada.

A maioria dos animais não ataca se não forem provocados, há que apostar na educação das nossas crianças e na prevenção deste tipo de acidentes. Evite comportamentos que possam assustar ou ameaçar um animal. Assegure-se que as crianças não se aproximam, tocam ou, de alguma forma, provoquem qualquer animal. Se viajar, tenha atenção aos locais onde existe raiva assim como todos os animais selvagens (morcegos, doninhas, texugos, raposas) e em cativeiro.

Antecipe o perigo.

* Interna de MGF – USF de Ronfe/Centro de Saúde das Taipas

26