POLÍTICA   Ecos de Verão
Sexta-feira, Setembro 28, 2007

PREGUIÇA O mês de Agosto, para mim, como para muitos outros, é sinónimo de férias e preguiça. Os mesmos sentimentos me invadem na redacção deste texto. A par disso, junte-se uma boa dose de falta de notícias locais, o que vem dificultar ainda mais a escrita sobre temas locais. De qualquer forma, aqui ficam alguns ecos que me foram chegando durante este mês…

ASAE A ASAE fez uma visita surpresa (daquelas que tanta publicidade têm tido nos meios televisivos e não só) ao parque de campismo da Turitermas. Concluíram que estava tudo dentro da normalidade e nada houve a apontar àquele espaço. Boas notícias, portanto, embora algumas pessoas, perfeitamente identificadas, não estejam a pensar o mesmo… A tudo isto acresce o aumento significativo de campistas em relação ao ano transacto, o que veio compensar a fraca frequência da piscina, motivada pelo clima incaracterístico deste verão.

BOUÇÓS Chegam-me ecos de protesto dos moradores do loteamento do Bouçós. Ao que percebi queixam-se das alterações à toponímia. O motivo dos protestos, em concreto, ainda não pude apurar, mas o alvo é a Junta de Freguesia. Veremos o que se passará…

DESPORTO O Clube Caçadores das Taipas parece ter arrancado bem para a nova época, com Comissão Administrativa e um forte desejo de rápido regresso aos Nacionais. O CART, por seu turno, teima em não resolver o problema directivo, enquanto que os seus associados vão manifestando alguma indiferença preocupante.

ROCK Definitivamente, a vila das Caldas das Taipas (e aqui incluo as freguesias contíguas) assume-se cada vez mais como a capital concelhia do rock. O “Rock in Taipas” parece ter atingido, definitivamente, o estatuto da maioridade. Ao mesmo tempo, o “Barco Rock Fest” começa a crescer e a ganhar pujança, num evento que alia a música a uma diversidade de actividades lúdicas e culturais. Ainda este ano, e em termos de bandas, tivemos o lançamento do primeiro álbum taipense (SMARTINI) e a inclusão de um tema dos GUIZO numa colectânea que será distribuída internacionalmente, desde os EUA ao Japão.

BOMBEIROS PARTEIROS Três jovens bombeiros da nossa corporação assumiram, no passado dia 28 de Agosto, o papel de parteiros ao darem apoio a uma jovem mãe de 17 anos que, nessa madrugada, se deslocou ao quartel já sem tempo para ser transportada para o Hospital de Guimarães para a realização do parto. É a prova de que os nossos soldados da paz estão bem preparados e formados para qualquer eventualidade.