PUB
  POLÍTICA   Reflexões avulsas
Quarta-feira, Fevereiro 28, 2007

ACIT Está formalmente criada a Associação Comercial e Industrial das Taipas. Embora inicialmente o seu processo não tenha sido conduzido da melhor maneira (com algumas incursões políticas dispensáveis) e pelas pessoas certas, penso que se trata de uma iniciativa de louvar, pelo empreendedorismo demonstrado pelos seus fundadores e por aquilo que, certamente, de bom poderá trazer para o comércio e a indústria da vila. Parabéns e bom trabalho!

OPA O Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa continua a somar pontos. Nos últimos tempos, abriu a creche, anunciou a construção do Centro de Dia e aderiu ao projecto na área da prevenção rodoviária “Cidade com Vida”. Pelo meio, foi a escolhida pelo Instituto de Emprego para instalar um posto de atendimento à população desempregada, em detrimento da Junta de Freguesia. Só falta mesmo a IPSS lançar uma OPA sobre a Junta…

INVESTIMENTO Tal como previsto, a Câmara Municipal de Guimarães investirá cerca de 2.200.000,00 € (!) na construção da via de ligação da variante das Taipas ao AvePark, naquela que será talvez a obra mais cara deste mandato em todo o concelho. Continuarão os mais críticos a acusar o município de falta de respeito pela vila? E continuarão a afirmar que esta é a que recebe menos verbas por parte da Câmara?

FALTAM 148 Analisando os resultados oficiais do referendo, na freguesia de Caldelas, tirei duas conclusões. A primeira é a de que a população taipense é intransigente na defesa da vida e que não cedeu à escolha do caminho mais fácil. A segunda é a de que ainda faltam 148 eleitores para atingirmos o ambicionado número de 5000.

ATAQUE CERRADO Tão amigos que eles eram: refiro-me ao PCP das Taipas e ao Arq. Constantino Veiga. É ler, agora, as acusações e ataques lançados no blog deste partido ao actual presidente da Junta. A serem verdade algumas das coisas que aí são ditas, confirma-se que o presidente da Junta, definitivamente, não tem a elevação e o sentido de responsabilidade necessários ao exercício das funções para que foi eleito.

CRISE DIRECTIVA Em entrevista, mais uma, no último número do Reflexo, o presidente do Clube de Caçadores das Taipas afirma não estar disponível para novo mandato. Avizinham-se tempos difíceis e, quiçá, de nova crise directiva, desta vez com a agravante de as eleições autárquicas ainda estarem longe…

CASOS DE POLÍCIA Nas últimas semanas, abateu-se sobre a vila uma vaga de assaltos e crimes que, espero, sejam casos isolados. A JSD-Taipas apressou-se a apresentar um projecto de policiamento para a vila. Felicito a iniciativa e a vontade de trabalhar em prol da comunidade, embora me pareça que o Sr. Lapalisse não dissesse melhor!