PUB
POLÍTICA A utilidade do Parque de Campismo
Quinta-feira, Junho 1, 2006

O aproveitamento dos recursos existentes nas terras sempre foi uma prioridade dos indivíduos ao longo da história.

Os rios foram aproveitados para facilitar as deslocações de pessoas e transporte de materiais bem como fonte de alimento.
No século XX, os rios passaram a ser utilizados como paisagem destinada ao lazer.
A (ex-)praia fluvial das Taipas e todo o parque envolvente é exemplo vivo dessa utilização do rio para actividades de lazer.

Estou convencido que o Parque das Taipas tem a maior frequência de pessoas desde a sua existência; não já pelo rio e a qualidade da sua água para banhos, mas por razões de saúde, recreativas e lúdicas.

Reconhecendo esse facto, o PS e o PSD, apresentaram, na última campanha eleitoral, promessas de alargamento do Parque das Taipas. A necessidade está reconhecida. Há acordo quanto a isso.

No conjunto do Parque está inserido o Parque de Campismo. Como se sabe, é um estabelecimento que não prima pela qualidade razão pela qual tem perdido muitos clientes. Constata-se que o designado Parque de Campismo funciona dois meses por ano. No resto do ano está fechado.

O actual Presidente da Direcção da Taipas-Turitermas, cooperativa pública na qual a Câmara de Guimarães manda de forma exclusiva, era o cabeça de lista pelo PS. Apresentou, ele mesmo, o “seu” ambicioso projecto de alargamento do Parque das Taipas. Quer dizer isto que o candidato do PS queria o alargamento do Parque. Agora, sendo Presidente da Direcção da Taipas-Turitermas, tem a oportunidade de ir concretizando aquilo que dizia querer: pondo o espaço delimitado do Parque de Campismo, aberto público 10 meses por ano, constituindo-o como uma extensão do Parque actual.

Com a solução proposta, alargava-se a oferta de espaço actual, e os Taipenses bem como todos os que frequentam o Parque, poderiam concluir, pela primeira vez que a Régie Cooperativa que gere os espaços mais nobres das Taipas (Termas, Piscinas, Parque de Campismo), também sabe proporcionar, gratuitamente, oferta de bens que lhes podem ser úteis.

Aproveitar aquele espaço só para Parque de Campismo constitui desaproveitamento claro dos recursos, cada vez mais escassos, dos Taipenses.

Aproveite-se o máximo do que temos. Realize-se o interesse público.

26