PUB
“Carta” da Europa só em 2009
Quarta-feira, Maio 31, 2006

Os ministros dos negócios estrangeiros reuniram-se para discutir o que fazer ao projecto da “constituição europeia”. Serão precisos mais de dois para rever o texto, assim como a discutir um novo nome para o tratado.

Os ministros dos negócios estrangeiros dos estados membros da União Europeia, decidiram alargar o período de reflexão sobre o que fazer ao tratado constitucional europeu.

Este período de reflexão teve início após a rejeição do tratado, em referendo, pela França e pela Holanda. Os ministros entenderam que não passou tempo suficiente após o fracasso deste projecto europeu, que lançou uma crise política entre os dois blocos pró e contra o tratado.

Os ministros dos negócios estrangeiros estiveram reunidos na Áustria, numa localidade perto de Viena durante o passado fim-de-semana. Até 2007, será preparada, pela Alemanha, uma agenda para voltar a pôr de pé o projecto da “constituição europeia”.
Os trabalhos própriamente ditos decorrerão entre 2007 até 2009.

Mas as divergências que deram origem à crise mantêm-se: primeiro nem todos concordam que se chame constituição ao tratado e, segundo, estes avançam ainda que não bastará mudar o nome do tratado.

Segundo sondagens organizadas este fim-de-semana na França e na Holanda, o tratado voltaria a ser rejeitado de uma forma mais aguda do que há cerca de um ano atrás.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados