“É o filho maltratado pelo pai que ameaça sair de casa”
Sexta-feira, Fevereiro 24, 2006

As pretensões autonómicas de Moreira de Cónegos foram o tema principal na reunião do Executivo da Câmara Municipal de Guimarães, realizada esta quinta-feira.

Para contextualizar, recorde-se que foi criado um movimento – “Escolha Certa por Moreira de Cónegos” – que pretende realizar um referendo sobre a passagem da Vila de Moreira de Cónegos do concelho de Guimarães para o concelho de Vizela.

Entre as delarações proferidas na reunião de ontem, destacamos algumas:

António Magalhães, Presidente da CMG:
“Não perco tempo com fogos-fátuos”, acrescentando que a ausência de serviços resulta da “inércia do Governo dos últimos anos”.

Rui Vitor Costa, PSD:
“Está na altura de a Câmara Guimarães puxar as orelhas ao Governo”. O líder dos sociais-democratas acrescenta que o Presidente da CMG está a “meter a cabeça na areia” em relação a um assunto delicado.

Salgado de Almeida, CDU:
“É o filho maltratado pelo pai que ameaça sair de casa. A cidade desportiva e o Centro Cultural de Vila Flor, que custou 15 milhões de euros, estão distantes dos moreirenses”

PUB

Artigos Relacionados