Mês de Outubro
Terça-feira, Setembro 27, 2005

Trabalho de efemérides locais, abrangendo diversas áreas, desde a económica, política, comunicação, urbanismo, religiosa, saúde, ensino, desporto.

Efemérides Taipenses

01/10/1970: Inicio de novo ano escolar e as Taipas assegura transporte para cerca de 100 alunos que estudam em Guimarães no Ciclo Preparatório, criando também um Salão de Estudo. Num trabalho organizado pelo Padre Manuel Joaquim de Sousa.
02/10/1830: Padre Custódio José Fernandes, vigário de S. Thomé de Caldellas é pronunciado por devassas pela Alçada do Porto.
03/10/1887: Postura camarária proíbe divagação de cães nas Taipas
04/10/1932: O Clube Caçadores das Taipas volta a inscrever-se no Campeonato Distrital e faz o jogo de apresentação com o Conquistador Sport Clube.
05/10/1904: É arrematada sob a base de licitação de 310.000 réis a obra de construção dos lavadouros da margem direita do rio Ave na povoação das Taypas.
06/10/1887: A junta de freguesia orçamenta 5.000 réis para aluguer da casa de aula e mobiliário e pagamento à professora
07/10/1878: Nas freguesias da ribeira das Taipas, não houve casas que não ficara destelhada, as medas foram derrubadas, árvores arrancadas e pinheiros completamente destruídos fora um completa destruição. Era uma segunda feira pelo meio dia. Tufão, com furioso vendaval como não houvera memória doutro, chuva com vento desbrido. Fora em torrentes que se abriram cataratas do céu, donde se despenhavam de lá catadupas de água.
08/10/1941: É atribuído um subsídio de 5.619 escudos e 35 centavos aos Bombeiros Voluntários das Taipas.
09/10/1935: O povo das Taipas subleva-se com alteração da ordem pública e tranquilidade. Tudo começou pelas 7 horas e meia da noite, quando os adeptos do novo reitor o receberam com foguetes. Mas imediatamente, partiram-se vidros da porta e das janelas da residência paroquial. Arrombaram a porta da igreja. Tocaram os sinos a rebate. Injuriaram, arremessaram com terra, lama e pedras o Padre Silva Gonçalves e pretenderam invadir a Pensão Vilas onde o novo padre se refugiara. Estavam contra a nomeação deste padre pelo arcebispo, pois queriam o padre anterior, o Reitor Antunes, por quem tinham feito um abaixo assinado e entregue ao arcebispo, mas de nada valendo o pedido. À frente do motim, um sapateiro, um tintureiro, um garfeiro, um alfaiate e uma vendedora de trigo.
O Padre Silva Gonçalves foi o padre mais erudito que passou pela paróquia, escreveu e publicou mais de uma dezena de obras literárias.
10/10/1924: O serviço do levantamento da planta dos terrenos cujo subsolo é necessário para a exploração das águas foi feito por José Lopes Granja e custou 400 escudos.
11/10/1932: O Clube Caçadores das Taipas indica para candidatos a árbitros, os taipenses Francisco Pereira Júnior e José Chaves Braga e os mesmos são indicados ao Colégio de Árbitros de Foot-Ball.
12/10/1899: Maria das Dores Silvério, viúva de António Pereira Silvério á autorizada a colocar uma tampa de mármore e uma cruz na sepultura 15 do cemitério, Manuel José Silva Piairo a colocar pedras na sepultura 19, Manuel José Costa e Silva 2 cruzes na sepultura 33, tudo ainda no primeiro leirão.
13/10/2003: O povo reúne-se nas Taipas com cerca de 1.500 pessoas, na Manifestação “Era Evitável”, reclama a construção duma rotunda no Alvite, para evitar mais mortes. Entregam um abaixo assinado com mais de 700 assinaturas na Junta de Freguesia. A Comissão de Utentes ali organizada entrega na Câmara Municipal de Guimarães o projecto de construção de rotunda, dá conhecimento à Junta, e a autarquia não lhes dá satisfação..
14/10/1900: Ao coveiro Agostinho Teixeira é solicitado que passe a limpar também o cemitério. Como coveiro ganha 9.000 réis por ano. Para acumular o serviço de coveiro com o da limpeza pede 14.000 réis, ao que a junta de freguesia concorda.
15/10/1933: O industrial Manuel Marques torna-se vogal da junta de freguesia em substituição de João Rodrigues.
16/10/1882: Em reunião da junta de freguesia, é decidido lançar 10% sobre as contribuições gerais do Estado, sendo 3% para a instrução pública e o restante para o orçamento da freguesia. Era presidente da junta de freguesia João Cândido Lamosa, e vogais Domingos Pinto Maia, Francisco José Costa e Silva e Luís António Gomes. Agora este imposto, que é a derrama só é possível liquidar pelas Câmaras Municipais. O que demonstra que foi retirada competência de finanças directas às juntas de freguesia.
17/10/1901: Aprovado projecto e orçamento da obra de vedação do terreno e do quintal da Casa da Escola Oficial da freguesia.
18/10/1911: O Zelador das Taipas participa o roubo na povoação de dois depósitos de lampiões de iluminação pública.
19/10/1969: Sessão de propaganda da CDE, lista opositora ao regime do Estado Novo, no Hotel das Termas presidida pelos taipenses João Baptista Sampaio e seu filho Artur.
20/10/1926: Joaquim Lopes Ferreira substitui nas actividades o jardineiro e varredor das Taipas Domingos Ribeiro, por proposta do vereador com o pelouro das Taipas, Dr. Domingos Ribeiro Dias da Silva.
21/10/1943; A Junta de Turismo das Taipas recebe um ofício da Câmara Municipal que afirma ter pedido superiormente a instalação e criação definitiva do Posto da Guarda Nacional Republicana na vila.
22/10/1947: Início da obra da construção da fonte pública da Quintã.
23/10/1946: São eleitos os corpos gerentes da JOC-Juventude Operária Católica das Taipas, para Presidente, Elísio Pereira Ribeiro; Vice-Presidente, José Marques; Secretário, Fernando Manuel Macêdo Ribeiro, e Tesoureiro, Custódio de Oliveira. De todos apenas José Marques não está entre nós.
24/10/1919: Sessão extraordinária da junta de freguesia para levar a efeito uma secção individual que tenha por fim a extinção de incêndios. Fora decidido convocar para o domingo seguinte na Corporação dos Bombeiros, uma reunião com todas as forças vivas do povoação afim de serem ouvidas e se pronunciarem da forma mais justa e correcta.
25/10/1894: A doença das bexigas nas Taipas atinge 40 crianças.
26/10/1846: A Junta Revolucionária do Porto declara a todos os tesoureiros do Estado e aos responsáveis pela guarda de dinheiro e rendimentos públicos, que não cumpram as ordens e não entreguem o dinheiro arrecadado ao Ministério de Lisboa. Nesta sublevação a que se chamou de Patuleia (pata ao léu) iniciada com o Movimento Maria da Fonte, teve acção preponderante o Padre José das Taipas, de nome José Soares Leite.
27/10/1946: É publicado num semanário local, a alteração social, da empresa Paulo & Cruz, L.da, estabelecimento da Avenida da República de venda de ferragens, drogas e tecidos, com o capital de 60 contos.
28/10/1945: São eleitos os corpos gerentes da JOC feminina, para Presidente,. Matilde Pimenta; Secretária, Rosa da Costa; Tesoureira, Eugénia da Silva; 1º Vogal, Joana Oliveira; 2º vogal, Alice Martinho.
29/10/1864: É provisoriamente aberta ao trânsito público a estrada real de Braga até às Taipas, continuando a construir-se até Guimarães.
30/10/1891: Os Bombeiros das Taipas apagam um incêndio na Casa do Bairro de Baixo em Fermentões, tendo mesmo assim morrido uma junta de bois e um porco.
31/10/1935: Os marchantes das Taipas requerem e obtém licença para, às segundas-feiras, dia da feira semanal, os talhos abrirem às 8 horas da manhã.

Trabalho elaborado por
Carlos Marques

PUB

Artigos Relacionados