PUB
“Crianças em risco e direito à família” em debate
Quarta-feira, Janeiro 6, 2016

A Associação de Apoio à Criança promove, esta sexta-feira, 8 de janeiro, na Assembleia de Guimarães, um debate subordinado ao tema “Crianças em risco e direito à família”.

A iniciativa, agendada para as 21.30 horas, terá moderação de Laborinho Lúcio e conta com a participação de Armando Leandro, Presidente da Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens, de Luís Vilas Boas, Diretor do Refúgio Aboim Ascensão e de Francisco Maia Neto, Procurador Geral Adjunto.

“Chamar a atenção e lançar a discussão sobre o problema das crianças em risco e sobre as formas de tornar uma realidade o seu direito à família” é o que pretendem os responsáveis pela Casa da Criança de Guimarães, que celebra a passagem do seu 10º aniversário, com a realização deste debate.

A Associação de Apoio à Criança foi constituída em 2001, em Guimarães, sendo uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sem fins lucrativos e de superior interesse social. O seu objeto principal é o acolhimento temporário de crianças, vítimas de maus tratos, negligência ou abandono. Para a prossecução desse fim, em fevereiro de 2005, abriu o Centro de Acolhimento Temporário, a que chamou de “Casa da Criança” e que tem capacidade para acolher dezoito crianças. Desde essa altura, a Casa da Criança, situada em pleno centro histórico da cidade de Guimarães, já acolheu mais de 150 crianças.