PUB
“O presidente da Vimágua é a mesma pessoa que é presidente do PS de Guimarães”, André C Lima
Terça-feira, Novembro 11, 2014

A questão da discussão das tarifas, aprovadas na última reunião de Câmara de 6 de novembro, levou a uma reação mais política do vereador do PSD. Apesar de não colocar em causa a legitimidade política da nomeação não deixou de a questionar.

André Coelho Lima, socorrendo-se de dados disponibilizados pela ERSAR, questionou a atuação da Vimágua: “Ouvimos que temos uma gestão de excelência mas seria de passar das palavras para os atos. Se consultarmos os dados da entidade reguladora, temos, por exemplo, que Braga apresenta 100% de respostas das reclamações dos utentes e em Guimarães temos somente 36%. Não é um sinal de excelência nem de competência”.
O vereador social-democrata, apesar de fazer questão de referir que o PS tem a legitimidade para indicar pessoas da sua confiança política para determinadas funções, não deixou de acrescentar que “ter uma pessoa que é presidente de um partido político e ao mesmo tempo presidente de uma empresa intermunicipal é algo que não é à toa que se faz e tem de se analisar por essa vertente”.

Alargou as críticas à atuação da Vimágua afirmando que a empresa tem de passar “das palavras para os atos”, dando o exemplo do concelho vizinho: “Queremos ser competitivos mas basta olhar para Famalicão onde as ligações das indústrias à rede de água e saneamento são a custo zero e os valores são bem abaixo do que se paga em Guimarães. O executivo gosta de dizer que é amigo do investidor mas, para isso, tem de passar das palavras para os atos”.

Amadeu Portilha surpreendido com as declarações de André Coelho Lima

Confrontado, no final da reunião do executivo vimaranense, com as afirmações produzidas pelo vereador social-democrata sobre o presidente do conselho da administração da Vimágua Costa e Silva, o vice-presidente da Câmara respondeu através de várias questões. Começou por dizer que Costa e Silva é há cinco anos presidente da Vimágua e presidente da comissão política do PS há um ano: “Isso gera alguma incompatibilidade? Há um vereador do PSD que é presidente da Movijovem. Isso legitima-me a pôr em causa a sua competência? Por amor de Deus, temos de ser decentes no discurso político. Isto não é decente”. Amadeu Portilha acrescentou ainda que Costa e Silva é “uma pessoa competente e um quadro altamente qualificado, uma pessoa da área e que domina muito bem todo o setor. Tem toda a confiança da Câmara Municipal de Guimarães”.
Amadeu Portilha finalizou a sua intervenção alargando os exemplos ao que se passa a nível nacional: “Não me parece que a circunstância de ocuparmos ocasionalmente cargos de responsabilidade política nos condicione no desempenho de outras funções, se assim fosse, metade dos governantes ou das nomeações do governo não estariam em funções”.