Hóquei em patins | CART – Cucujães não se realizou por falta de policiamento
Segunda-feira, Outubro 14, 2013

Pode ter estalado uma nova polémica à volta da questão do policiamento dos espetáculos desportivos.

O jogo da segunda jornada da 2ª divisão nacional de hóquei em patins, entre o CART e o Cucujães, agendado para as 18 horas de ontem, no pavilhão dos taipenses, não foi realizado por falta de policiamento.

A dupla de arbitragem do Porto (Fernando Teixeira e Manuel Santos) recusaram realizar a partida, depois de terem aguardado pela chegada da força policial durante meia hora, conforme preveem os regulamentos desportivos.

Segundo Lima Pereira, Presidente da Direcção do CART, a Lei foi cumprida com a requisição de segurança privada para acompanhar a realização do jogo, facto que não demoveu a dupla de arbitragem que se mostrou intransigentes na sua decisão.

Para a Direcção do CART a interpretação da Lei (Decreto-Lei 216/2012 de 9 de Outubro, alterado pelo decreto-Lei nº 52/2013 de 17 de Abril) está a ser feita de forma correcta tendo em conta que a 2ª divisão nacional de hóquei em patins se trata de uma competição de natureza amadora. Os responsáveis taipenses consideram que as normas e regulamentos criados pela Federação de Patinagem de Portugal, que obrigam a requisição de forças de segurança para os jogos da 2ª divisão, não podem sobrepor-se às Leis o país.

É mais um caso no desporto nacional, a juntar a outros tantos que já se têm verificado, sobretudo no futebol.

PUB

Artigos Relacionados