“Bisca Lambida” …um desporto a promover
Terça-feira, Fevereiro 5, 2013

Desmontada a tenda da Capital Europeia da Cultura, eis que as energias se dirigem para a Cidade Europeia do Desporto, numa azáfama de fazer inveja a qualquer corredor de fundo.

Falando de Desporto, temos que reconhecer que ele é encarado na sua dupla perspetiva, muitas vezes antagónicas, de prática e de espetáculo. Quem não ouviu, alguma vez, dizer que futebol é o maior espetáculo do mundo?

Pretender proporcionar às crianças e ao povo anónimo a oportunidade para praticar desporto e atividade física como forma de promover vida saudável, sã convivência e o espírito de equipa, entre outros, é algo que, estando na ponta da língua do discurso e do preâmbulo dos documentos, não cabe na urgência mediática do espetáculo.

Então, teremos que optar: ou queremos a prática, ou queremos o espetáculo.

Se queremos a prática, teremos que fazer um esforço para canalizar recursos, que são escassos, para as comunidades das zonas do concelho com capacidade organizativa demonstrada, mas que não têm qualquer tipo de oferta desportiva e, dada a sua condição periférica, não conseguem aceder a outras ofertas centralizadas.

Se queremos antes espetáculo, “com coisas grandes e vistosas”, tenho uma ideia que me parece interessante e que o famoso grupo “Fura dels Baus” não conseguiu ter, nunca: vestir o cavalo e o boneco com o respetivo fato de treino e pô-los a jogar a “bisca lambida”, desporto esquecido, a ser promovido.