“Pensei em abandonar a política”
Segunda-feira, Janeiro 14, 2013

A frase é de Ricardo Costa e integra o teor de uma mensagem que o próprio dirige aos taipenses.

Ricardo Costa fez chegar ao Reflexo uma mensagem dirigida aos taipenses onde confirma que não se recandidatará à Junta de Freguesia de Caldelas nas próximas eleições autárquicas mostrando-se, contudo, disponível para continuar a ajudar na construção do futuro da vila das Taipas.

Do trabalho realizado pelo conjunto de pessoas de que diz ter tido “o prazer de liderar” durante os últimos quatro anos, realça o seguinte: “Visitámos associações, promovemos a construção de um lar, propusemos a atribuição da medalha de honra da freguesia aos Bombeiros, acompanhámos os projetos de construção das escolas, do Centro de Saúde, fomos uma oposição atenta, construtiva e responsável”.

As responsabilidades públicas que Ricardo Costa tem sob sua alçada, como é o caso da presidência da Direcção da Taipas-Turitermas, são para manter. “Continuarei a desempenhá-las (ndr: responsabilidades públicas) com o mesmo rigor e sentido de responsabilidade que as mesmas obrigam, pode ler-se no referido documento.

Ricardo Costa dá ainda nota de que “em determinado momento” destes quatro anos da sua vida pensou em abandonar a política. Não o fez porque diz adorar “desafios dificieis”, que apelem à criatividade e incitem à “razão a forma de inovar, de cruzar caminhos, de apelar ao experimentalismo, de interagir com diferentes áreas do conhecimento, para que através de tudo isto, consigamos contribuir de forma cabal para a criação de alternativas, às dificuldades que hoje assolam as sociedades, nomeadamente o crescente desemprego!”.

Quase a terminar dá conta de que “o trabalho sério e honrado que até aqui desenvolvemos terá continuidade. O Professor Paulo Pereira corporiza os ideais, os valores pelos quais nos pautámos, com a ambição de fazer desta Vila uma Vila melhor”.

O último parágrafo é dedicado aos agradecimentos: “Obrigado a todos: aos que acreditaram; aos que duvidaram e principalmente aos que deram o seu melhor, que se empenharam de forma incansável, com provas dadas, com qualidade indubitável e que se entregaram de forma gratuita em prol do bem de todos. Bem hajam e não se esqueçam: SE FOSSE FÁCIL NÃO ESTAVA AQUI!”.

Artigos Relacionados