PUB
“2739”
Terça-feira, Setembro 7, 2004

Referir-me a este assunto é para:
– congratular-me com a participação e resultados obtidos pela nossa comitiva olímpica nos jogos de Atenas2004 que foi a melhor de sempre;
– separar desta, a vergonhosa participação dos nossos “futebolistas” olímpicos, pois apesar da desilusão do resultado (embora o espírito olímpico de Pierre de Coubertin, pai dos Jogos Olímpicos da Era Moderna, nos diga que “é mais importante participar, saber competir do que vencer”) também demonstraram não ter atitude, vontade e querer. Recordo um episódio: num jogo decisivo em que estávamos a perder, alguns atletas que estavam no banco não só estavam a rir como também estavam com um enorme ar de felicidade. VERGONHOSO;
– relembrar a polémica que algumas pessoas criam à volta do pedido de obtenção de nacionalidade portuguesa por parte de alguns imigrantes e, no caso particular do desporto (caso recente do Deco – dizem que mal aceite por alguns colegas e Selecção -e, actualmente, do Derlei – o Ninja), poderem ascender, e bem?, à representação das cores nacionais. Por aquilo que “todos” temos visto, alguns dizem com gosto e orgulho (caso particular do Francis Obikwelu) sou português. Para os mais críticos lembro que, depois desse passo ser dado, todos temos os mesmos direitos e obrigações, excepto apenas o facto de qualquer um de nós se poder candidatar à Presidência da República e eles não. É a única diferença. Se assim não fosse, no caso particular dos Jogos de Atenas2004,tínhamos trazido apenas duas medalhas. Há que pensar nisto;
– afirmar, com convicção, que a participação dos nossos atletas paralímpicos nas olimpíadas de Atenas2004, nos vai também encher de orgulho e, quem sabe até, levar-nos a ter “pele de galinha”, ao ouvirmos a Portuguesa. Boa sorte.

Pê éSses finais:
“Mais uma vez torno a lembrar que a vergonha dos incêndios continuou e, que por este andar, ainda está para vir o governo que vai conseguir travar este flagelo nacional. Convém não esquecer que as previsões apontam para a frequência (agravada) das ondas de calor….

É pena que em Agosto a Biblioteca tivesse estado encerrada.

Desejar um bom arranque a todos os feirantes e utentes que vão usufruir do novo recinto. Caso alguma coisa corra menos bem, lembrar o velho conselho popular: “contar até 10 antes de falar” pois é sempre uma boa ajuda.

Manifesto em meu nome, e de certeza em nome de muitas outras pessoas, as mais sentidas condolências a todas as famílias enlutadas pelo trágico acidente que ocorreu em Bordéus.

pauloix@.pt

26