Máquinas de escrever adaptadas para criar códigos secretos
Quarta-feira, Fevereiro 15, 2012

Guimarães 2012 adapta máquinas de escrever para criar códigos secretos cujo objectivo é o de, durante 48 horas, converter mensagens escritas em códigos sonoros, com base na “Enigma” utilizada na 2ª Guerra Mundial.

No próximo fim-de-semana, a 18 e 19 de Fevereiro de 2012, a Capital Europeia da Cultura organiza o sprint criativo Enigma, uma aventura pelos segredos da criptografia. A actividade – que decorre entre as 10h00 e as 20h00, no Centro para os Assuntos de Arte e Arquitectura (CAAA) – integra o Laboratório de Criação Digital (LCD) de Guimarães 2012. O objectivo é que, ao longo de 48 horas, cada utilizador seja capaz de gerar códigos sonoros a partir de mensagens escritas.

O sprint Enigma baseia-se nos princípios da “Enigma” original – conhecida família de máquinas electromecânicas de criptografia criadas por Arthur Scherbius, utilizadas pelas forças alemãs durante a II Guerra Mundial – e tem como principal objectivo adaptar máquinas de escrever como instrumentos mecânicos para produzir códigos sonoros secretos. A iniciativa apela à criatividade dos participantes, que vão contactar com as técnicas de encriptação e desencriptação que, graças aos serviços secretos ingleses, acabaram por contribuir para o fim antecipado da II Grande Guerra.

O LCD tem desenvolvido, desde 2011, um conjunto de iniciativas que procuram estimular o surgimento de novos projectos nas áreas do digital e electrónica, proporcionando aos participantes momentos de formação e de aprendizagem únicos.

As inscrições para o Sprint Enigma são gratuitas e podem ser realizadas através do site da iniciativa. A actividade é limitada a 10 participantes.