PUB
1300 alunos e professores discutem o território
Quarta-feira, Maio 6, 2015

Encontro inédito no país juntou mais de 1300 alunos e professores de Geografia, na Universidade de Lisboa, para discutirem os problemas que sentem no seu território e apresentar possíveis medidas para os ultrapassar.

Tratou-se do Seminário Nacional do projeto “Nós Propomos!”, promovido pelo Instituto de Geografia e Ordenamento do Território/IGOT da Universidade de Lisboa, em colaboração com a Esri Portugal.

Sérgio Claudino, coordenador do projeto, deu conta de toda a envolvência da comunidade geográfica durante o presente ano letivo: “Participaram 35 escolas de todo o país, incluindo da Região Autónoma dos Açores, num total de 1300 professores e alunos de Geografia, num encontro com uma dimensão que pensamos inédita no país. Os alunos identificaram problemas locais e apresentaram propostas de intervenção, no sentido de melhorar a qualidade de vida da comunidade, numa perspetiva de cidadania”.
No encontro realizado a 4 de maio, os alunos, durante a parte da manhã, apresentaram os seus projetos de intervenção, num total de 250, ocupando todas as salas do IGOT e cinco salas da Reitoria, incluindo a Sala de Doutoramentos. Da parte da tarde, realizou-se a Sessão Plenária na Aula Magna, conferindo-lhe um colorido e animação pouco comuns.

Intervieram a subdiretora geral de Educação, Eduardo Pereira, vice-reitor da Universidade de Lisboa, Lucinda Fonseca, presidente do IGOT, Rui Santos, da Esri Portugal, bem como o deputado Miguel Viegas, do Grupo de Deputados do PCP ao Parlamento Europeu e vereadores das câmaras municipais de Braga, Sertã, Sabugal e Seixal.
Não sendo importante na filosofia do projeto, acabariam, no entanto, por ser atribuídas diversas distinções. Como melhor projeto, foi distinguido o “Roteiro pela Herança Judaica de Castelo Branco”, elaborado por alunos da Escola Secundária Amato Lusitano, de Castelo Branco; como melhor turma, foi distinguida a turma 11º D da Escola Secundária de Emídio Navarro. Estes e outros premiados participarão numa visita a Bruxelas, patrocinada pelo Partido Comunista Português.

Da Escola Secundária de Caldas das Taipas, foi distinguido o projeto “Açude em S. Clemente”, de alunos da turma I do 11º ano: Bruna Perdigão, Cátia Alves, Cláudia Mendes, Carolina Pereira e Sandra Silva. Este projeto defende a construção de uma ponte pedonal junto a esse açude, de forma a revitalizar essa área, permitir a passagem em segurança para a outra margem e alargar o parque de lazer para a margem direita.

Sérgio Claudino referiu ainda que o “Projeto Nós Propomos!” constitui “um importante testemunho da vitalidade da disciplina de Geografia por todo o país”.