Westway Lab 2016, um festival de marca
Quinta-feira, Março 31, 2016

Para este mês de abril, para além de um conjunto de oferta cultural diversificada, como é já hábito na cidade e no concelho, mais recentemente através do programa cultural “ExcentriCidade”, destaco um evento que já se consolidou como ousado, ambicioso e inovador. O seu percurso tem vindo a desenhar-se de uma forma sustentada, sem descurar as necessárias transformações e mutações que um festival de base criativa necessita como combustão. Refiro-me ao Westway Lab 2016, que decorrerá entre 14 e 16 de abril e para o qual convido os habitantes vimaranenses da Zona Norte do nosso concelho a conhecer e participar.

De uma forma sucinta, o Westway Lab é um festival aberto ao mundo que pretende constituir-se como uma plataforma de criação contemporânea e dinâmica. O seu domínio de intervenção situa-se na área da música, operando com base em três vetores: processo, pensamento e produto.

Do processo, como já referido, destaca-se a criação e a originalidade como ponto de partida e a partir do cruzamento de experiências. Do pensamento, uma ideia de que o território é indissociável de qualquer produto artístico e que este concorre para a sua linguagem. Do produto, um conjunto de iniciativas originais que passam por ações como showcases, concertos, encontros improváveis, circulação de artistas ou abrangência de espaços de apresentação.

Tudo isto alicerçado por residências artísticas, que decorrem no Centro de Criação de Candoso, e que têm como objetivo a criação de projetos musicais temporários que resultam da colaboração entre músicos nacionais e internacionais. Aqui, a palavra que emerge é “colaboração”, palavra que responde as virtualidades do tempo presente.

Outras das dimensões do Westway Lab é a partilha de conhecimento. As Conferências PRO proporcionam duas palestras de figuras de relevo na indústria da música independente internacional. Este ano, teremos oportunidade de ver e ouvir Charles Caldas, da Merlin, e Helen Smith, da Impala. Uma oportunidade para conhecer melhor a forma como se faz a gestão musical, para trocar experiências e para debater diversos assuntos relacionados com o panorama musical internacional.

O festival Westway Lab é já um festival que pertence ao conjunto de oferta cultural que é marca em Guimarães.

Vereador do Município de Guimarães