Visita guiada à requalificação do edifício termal e à unidade de produtos de cosmética
Sexta-feira, Novembro 21, 2014

A inauguração da requalificação do edifício termal e do novo espaço ligado à fisioterapia continua a projetar-se para 24 de junho de 2015. Um pouco acima de oito mil sabonetes por mês é a capacidade de produção da unidade da Taipas Termal instalada no Avepark

Ricardo Costa, presidente da direção da Taipas-Turitermas, mostra-se confiante na evolução das obras em curso no edifício dos Banhos Novos e na construção do novo edifício que será destinado a serviços de fisioterapia. Deste modo, a data do Dia Um de Portugal (24 de junho) mantém-se como data para a inauguração desta intervenção iniciada e 2 de julho, orçada em 3,7 milhões de euros.

Esta confiança é também transmitida por Paulo Pacheco, arquiteto responsável pela intervenção em curso. Na visita guiada pelo “esqueleto” do antigo e do novo edifício que está a nascer, já se pode vislumbrar como será a futura estância termal de Caldas das Taipas: Banhos Velho, para o SPA e termalismo e, o novo edifício para a fisioterapia. Existirá uma ligação entre estes espaços mas funcionando de uma forma autónoma, onde os utentes não se cruzam, preservando-se a privacidade dos clientes. Paulo Pacheco referiu que a maior dificuldade encontrada prendeu-se com as limitações de espaço de implementação desta intervenção. No entanto, considera que esse constrangimento foi ultrapassado e que, no final, o edifício dos Banhos Novos continuará a marcar este espaço e que o novo se irá enquadrar de uma forma harmoniosa com o existente, “a mistura de um edifício clássico com um contemporâneo será bem conseguida”.

Produção própria dos sabonetes e uma nova imagem para conquistar o mercado nacional
Com a chuva a ameaçar, as cerca de três dezenas de visitantes rumaram ao Avepark para conhecerem as instalações onde se estão a produzir os sabonetes da Taipas Termal, desde 15 de outubro. Aqui, o responsável pela equipa de produção, Paulo Sousa, mostrou como se fabricam esses sabonetes, onde a água termal é um dos componentes diferenciadores. Nesta fase, são cerca de 300 sabonetes produzidos por dia, a cargo de três funcionários.
Está em marcha um update à marca existente, uma nova caixa será lançado em junho de 2015. Com produção própria, a Taipas Termal espera que seja mais fácil entrar no mercado nacional. A estratégia passará ainda por conquistar algumas cadeias de hotéis, estabelecer algumas parcerias com produtos do têxtil-lar e, naturalmente, com lojas da especialidade.