Veja na CEC 2012 até Domingo
Terça-feira, Julho 3, 2012

Sugestões para visitar a cidade de Guimarães até 8 de Julho e Fazer Parte das iniciativas propostas.

Cinema: 20 Anos de Curtas Vila do Conde

Curtas Premiadas 1 – 2 de Julho (segunda-feira) às 21h30 no CAE São Mamede;

Curtas Premiadas 2 – 3 de Julho (terça-feira) às 21h30 no CAE São Mamede;

Curtas Premiadas 3 – 4 de Julho (quarta-feira) às 21h30 no CAE São Mamede;

Um Roubo no Hipódromo – 5 de Julho (quinta-feira) às 21h30 no CAE São Mamede;

Paris Desperta – 6 de Julho (sexta-feira) às 21h30 no CAE São Mamede;

Este ano, é em Guimarães que começam as Curtas de Vila do Conde. O CAE São Mamede vai apresentar uma mostra do melhor que ao longo dos últimos vinte anos tem sido exibido no Festival de Curtas Metragens e antecipar a edição deste ano com duas longas-metragens muito simbólicas: Paris Desperta, de Olivier Assayas, e The Killing- Um Roubo no Hipódromo, de Stanley Kubrick.

 

Teatro: O Auto da Barca do Inferno

3 de Julho (terça-feira) às 18h00 na Praça de Santiago

Trata-se de um clássico da sátira social vicentina, um verdadeiro desfile das tristezas e misérias da alta e baixa sociedade de ontem e de hoje. A representação é levada a cabo pelos alunos Agrupamento de Escolas Santos Simões.

 

Escrita: História do Futuro

De 2 a 4 de Julho (segunda a quarta-feira) das 15h00 às 19h00 no Palácio Vila Flor

Nos dias 2, 3, 4, 19, 20 e 21 de Julho, um grupo de jovens vimaranenses integram escrevem a sua perspectiva pessoal a respeito do futuro, com o objectivo de editar em conjunto com jovens eslovenos uma obra final “Uma História do Futuro – Jovens de Maribor e Guimarães imaginam o porvir”. Moisés de Lemos Martins e Adolfo Luxúria Canibal serão também convidados a colaborar nesta fase final de encontro entre os conteúdos e as palavras que os servem.

 

Dança: Problema Técnico

6 e 7 de Julho (sexta-feira e sábado) às 22h00 no Centro Cultural Vila Flor

Este projecto, pretende abordar os paradoxos que nos constituem, que criam a tensão que nos move e submete, mas que por nos serem tão constituintes e diversos dificilmente conseguimos ter a distância suficiente para os diagnosticar, ficando assim pouco mais do que uma impressão.

 

Instalação: Macramé

6 de Julho (sexta-feira) das 10h00 às 20h00, segunda-feira e quarta-feira; das 10h00 às 22h00, de quinta-feira a domingo na Fábrica ASA

Esta instalação, constitui uma espécie de “arquivo retrabalhado” através da ocupação de um espaço que se comenta a ele próprio e que ganha vida através dos materiais resultantes do processo de criação do espectáculo “Problema Técnico”. Patente até 19 de Julho.

 

Teatro: Juiz da Beira

6 de Julho (sexta-feira) às 22h00 no Lar Santa Estefânia

Este texto original de Gil Vicente, desenvolvido em torno da visão popular da justiça que não se deixa enredar por manobras dilatórias, é representado pelos alunos do Lar de Santa Estefânia.

 

Teatro de Marionetas: A Farsa de Inês Pereira

6 a 8 de Julho (sexta-feira a domingo) às 21h30, sexta-feira; às 17h00 e às 21h30, sábado; às 11h00 e às 17h00, domingo no Largo Cónego José Maria Gomes

No âmbito do projecto Kiosque de Marionetas a companhia Palmilha dentada leva ao Largo Cónego José Maria Gomes a peça vicentina “A Farsa de Inês Pereira”, adaptada ao formato de teatro de marionetas.

 

Música: L’Enfant et Les Sortilèges

6 e 7 de Julho (sexta-feira e sábado) às 22h00 no Centro Cultural Vila Flor

A obra clássica de Maurice Ravel, trata de uma acção que decorre numa casa de campo, onde um menino de sete anos é posto de castigo, fechado no quarto pela mãe, por não cumprir os seus deveres escolares. A peça é apresentada na Capital Europeia da cultura por 120 crianças e sete cantores profissionais, acompanhados pela Fundação Orquestra Estúdio (FOE), dirigida pelo maestro Vítor Matos.

 

Teatro: Arraial

6 e 7 de Julho (sexta-feira e sábado) às 22h00 em Donim (Campo de Jogos)

Espectáculo de teatro-dança e música com a comunidade, este Arraial tem como mote de partida o Norte de Portugal com as suas festas e romarias, crenças e rituais, ventos frios e ares agrestes. Um Norte centrado nas regiões do Minho e Douro Litoral com epicentro no Porto e em Guimarães. Na música ao vivo, Arraial conta com a participação dos Dead Combo.

 

Performance: Rádio Historiofónica – Guimarães Falando para o Mundo

6 e 7 de Julho (sexta-feira e sábado) às 21h00, dia 6; 15h00, dia 7 na Escadaria do Mosteiro de São Torcato

Um espectáculo radiofoìnico ao vivo, com histórias contadas pelo Sr. Guimarães – personagem fictícia –, um locutor/narrador que narra e interpreta todas as personagens, utilizando para isso recursos como pequenos adereços, técnicas de sonoplastia e efeitos de música incidental.

 

Música: Outra Voz invade…Feira da Terra

7 de Julho (sábado) às 22h00 em São Torcato

Constituído por mais de uma centena de pessoas do concelho de Guimarães: jovens e idosas, rurais, urbanas e operárias, com e sem formação musical, a Outra Voz é um espaço de encontro e descoberta de diversas ‘culturas’, explorando a voz como som, como palavra, como canto, relação com o corpo.

 

Música: Pop Arte – XI Festival Nacional de Folclore

7 de Julho (sábado) às 21h00 no Largo da Igreja de São Martinho do Conde

Este projecto dissemina-se num conjunto articulado de acções que apelam à participação do movimento associativo promotor da música e dança tradicional. Estas serão acções em que tradição, vanguarda e tecnologia se interligam num projecto que valoriza o património cultural imaterial local, nacional e internacional.

 

Vídeo: VídeoGang – Filmes da Mente

7 de Julho (sábado) às 21h30 no Cineclube de Guimarães

Retrospectiva dos vídeos e curtas produzidas no seio deste jovem e promissor colectivo do Porto. E um dos poucos a vingar uma produção regular de ficção no Norte de Portugal.

 

Música: Aline Frazão Trio

7 de Julho (sábado) às 23h30 na Fábrica ASA

Aline Frazão gravou em 2011 o seu primeiro disco: "Clave Bantu", uma produção independente que reúne uma selecção de onze temas originais compostos pela angolana durante estes últimos quatro anos de viagens. Inclui ainda duas parcerias inéditas com dois escritores angolanos, José Eduardo Agualusa e Ondjaki.

 

Música: Noite Branca

7 de Julho (sábado), a partir da 20h00 no Largo do Toural, Largo João Franco e a Praça de Santiago

A Noite Branca transforma Guimarães num imenso palco que acolhe música, imagem, dança e performance, pela noite fora até de madrugada. O Largo do Toural, Largo João Franco e a Praça de Santiago são os palcos escolhidos para acolher o evento, que será ainda acompanhado de um Trio Eléctrico – um palco móvel que fará o percurso do Largo da Mumadona até ao Largo do Toural.

 

Workshop: Robots Musicais

7 e 8 de Julho (sábado e domingo) das 10h às 13h e das 14h30 às 18h30 no Centro para os Assuntos da Arte e Arquitectura

Neste workshop serão abordadas várias temáticas, sempre numa perspectiva experimental: técnicas para a criação de robots musicais, controlo de uma rede de actuadores, desenvolvimento de instalações musicais interactivas e criação de algoritmos musicais para instalações.

 

Música: Pop Arte – XI Festival Nacional de Folclore

8 de Julho (domingo), às 15h00 no Largo da Igreja de Tabuadelo

Este projecto dissemina-se num conjunto articulado de acções que apelam à participação do movimento associativo promotor da música e dança tradicional. Estas serão acções em que tradição, vanguarda e tecnologia se interligam num projecto que valoriza o património cultural imaterial local, nacional e internacional.

PUB

Artigos Relacionados