PUB
Universidade do Minho ganha relevância científica a nível mundial
Quinta-feira, Julho 14, 2016

A Universidade de Lisboa é a que consegue melhores posições nos ranking internacionais, que comparam instituições de ensino superior e de investigação.

Ao longo dos últimos anos, a Universidade do Minho tem vindo a ganhar notoriedade no contexto das universidades do mundo. A academia do Minho ganhou posições em dois rankings de referência – o Scimago Institutions Rankings e o Center for World University Rankings (CWUR).

No primeiro a UM situa-se na 357.ª posição, tendo ganho, nos últimos seis anos, 200 posições naquele ranking. A lista é composta por um total de 5147 instituições de ensino superior e de investigação, sendo que o francês Centre National de la Recherche Scientifique lidera actualmente o ranking.

Portugal está representado nesta lista por 37 instituições, sendo que a melhor universidade portuguesa é a de Lisboa, que ocupa actualmente a posição 200. Seguem-se a Universidade do Porto (205), a Universidade Nova de Lisboa (340), a Universidade do Minho (357) e na quinta posição a Universidade de Coimbra (386).

No caso do Scimago Institutions Ranking as entidade são classificadas em função de três grupos de indicadores, relacionados com a investigação, a inovação e o impacto societal, medido presença e relações das páginas das instituições de investigações na internet, com outras instituições exteriores.

Outra lista é a produzida pelo CWUR, que destaca as 1000 melhores universidades no mundo, em 60 países. Aqui as universidades dos E.U.A. assumem destaque com 224 representações. Portugal está representado por seis universidades. A lista é encabeçada pela Harvard University e a primeira portuguesa, a Universidade de Lisboa, surge na posição 275. A Universidade do Minho ocupa a sexta posição, entre as portuguesas e a posição 595 no ranking geral.

O CWUR classifica as instituições universitárias tendo em conta indicadores como a qualidade de ensino, a empregabilidade dos seus cursos e o impacto da sua produção científica, medida pelo número de publicações, citações em revistas científicas ou ainda pelo número de patentes registadas.