Unanimidade dominou a última reunião de Câmara do mês de junho
Sexta-feira, Junho 26, 2015

Requalificação do Parque da Hortas e a atribuição de subsídios a 49 de 51 instituições de solidariedade social foram dois dos pontos aprovados na reunião do executivo vimaranense do dia 25 de junho

Esses pontos mereceram a unanimidade dos vereadores. A requalificação do Parque das Hortas estende-se para as ruas e largos adjacentes e terá ainda uma nova rua. Para Domingos Bragança trata-se de uma “obra prioritária” que será objeto de candidatura a fundos comunitários no quadro 2020 que tem prevista uma verba de 2 milhões e 600 mil euros. O presidente da Câmara Municipal de Guimarães adiantou ainda que será um projeto que vai requalificar o largo República do Brasil (o chamado campo da feira), estende-se à rua padre Gaspar Roriz e ao largo Conde Arnoso. Requalifica ainda a rua José Sampaio e irá criar uma nova via na zona das Hortas. Esta requalificação urbana intervirá nos jardins, zonas pedonais e ciclovia, novas áreas de aparcamentos e novas zonas arborizadas: ”Será uma obra que orgulhará todos os vimaranenses”, concluiu Domingos Bragança.

Por unanimidade foi também aprovada uma verba de 602.421 euros a atribuir a 49 instituições de solidariedade social que apresentaram candidaturas para o ano de 2015. Os projetos aprovados tiveram em conta a sua qualidade, darem continuidade a execuções anteriores, a sua criatividade e inovação, o número potencial de beneficiários e darem resposta às necessidades da comunidade, entre outros parâmetros previstos no regulamento. Ao centro Social, Cultural e Desportivo de Silvares foi atribuído o subsídio mais elevado (61 mil e 500 euros) e à Irmandade de S. Crispim e S. Crispiano o de menor valor (mil e cem euros). De destacar ainda 50 mil euros para o Centro Social de Brito, 30 mil para o Centro Social Cultural Desportivo e Recreativo de Vila Nova de Sande e Castreja Cooperativa de Apoio Social e Cultural, 10 mil para a Casa do Povo de Briteiros, 8 mil para o Centro Social Padre Manuel Joaquim de Sousa, 6 mil para o Centro Social D. Manuel Monteiro de Castro e 5 mil para Centro Social e Cultural de Campelos.

A vereação ratificou o protocolo de cooperação entre a Câmara Municipal de Guimarães e o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e votou ainda o regulamento de utilização das Salas de Ensaio do Teatro Jordão, assuntos que desenvolveremos noutros espaços.
Foi ainda deliberado atribuir um subsídio à cooperativa A Oficina, foi aprovado o pedido de parecer prévio para a contratação de serviços relativos à aquisição de serviços no âmbito da monitorização dos Projetos Económicos de Interesse Municipal, com um valor de 36 mil euros e ainda apreciado o contrato de depósito entre o Município de Guimarães e a Associação Artística da Marcha Gualteriana referente à Casa da Memória.