PUB
Tom pré eleitoral marca intervenções na reunião de vereadores
Sexta-feira, Setembro 11, 2009

Carlos Vasconcelos acusou o PS de fazer demagogia ao apresentar nas freguesias os projectos das piscinas prometidas. Magalhães disse ter garantido que os projectos serão para avançar caso vença as eleições.

Foi a primeira reunião entre os vereadores do actual executivo depois do período de férias e a antepenúltima antes das eleições autárquicas. Na mesma mesa juntaram-se três dos candidatos aos órgãos autárquicos que têm participado já em várias acções de pré-campanha.

Pelo menos terá sido essa a ideia de Carlos Vasconcelos, vereador do PSD e candidato primeiro à Assembleia Municipal, ao acusar António Magalhães de demagogia por este ter feito um périplo pelas freguesias apresentando os projectos das piscinas prometidas pelo Presidente da Câmara, que deveriam ter sido construídas através de parcerias público-privadas.

“Pelo menos a maioria é coerente no que toca a promessas” disse Carlos Vasconcelos, que acusou ainda o actual presidente da Câmara Municipal de “não ter estado atento” ao andamento da Muvipar. Recorde-se que António Magalhães, na última sessão da Assembleia Municipal chegou a “arquivar” este processo ao exclamar que “o tempo não está para piscinas”.

Foi o próprio António Magalhães que, em resposta, reconheceu que a Muvipar não estava em condições para avançar, acusando Carlos Vasconcelos e o PSD que estarem à espera que, caso o processo avançasse, a situação fosse muito pior, para nessa altura formularem piores acusações.

António Magalhães quis ainda esclarecer que os projectos das piscinas foram apresentados com o consentimento dos respectivos presidentes de Junta de Freguesia (dois do PSD, dois do PS e um da CDU).

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados