PUB
Terrenos da via dedicada ao Avepark alvo de especulação imobiliária
Quinta-feira, Março 31, 2016

Domingos Bragança diz ter conhecimento de que há agentes privados a procurar adquirir os terrenos por onde passará a via dedicada ao Avepark, cujo traçado definitivo ainda não é conhecido publicamente.

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, disse saber de investidores privados que estão a procurar adquirir os terrenos por onde deverá passar a via dedicada de acesso ao Avepark.

O autarca admitiu não ser possível impedir que haja fuga de informação, que servirá para a tomada das decisões dos investidores privados. Domingos Bragança disse que numa estrutura como uma autarquia, onde trabalha cerca de um milhar de funcionários e colaboradores, é impossível evitar fugas de informação. No entanto, quer combater a veiculação de informação privilegiada a alguns agentes e a única forma de o conseguir é tornar a informação aberta a todos.

Investidores privados estarão à procura dos terrenos onde deverá passar a via para os adquirir. O traçado definitivo desta via, estando em estudo, não é ainda conhecido publicamente. O presidente da Câmara afirma que, havendo legitimidade por parte desses investidores para comprar os terrenos, a autarquia apenas pode tornar pública a informação sobre que terrenos poderão ser atravessados pela via dedicada evitando situações de especulação. Os actuais proprietários dos terrenos deverão ser informados e “para evitar problemas no futuro”, caso o pretendam, deverão vender os terrenos à Câmara Municipal, em primeira mão.

Estas preocupações por parte de Domingos Bragança surgiram na sequência da polémica em torno da transmissão da propriedade de terrenos e da venda entre privados de prédios urbanos, inseridos no perímetro classificado do centro histórico de Guimarães, que poderão ter interesse público.

Foto Arquivo