PUB
Técnicos da UMinho apresentam levantamento exaustivo dos cursos de água de Guimarães
Sábado, Abril 2, 2016

Foram apresentados na noite de sexta-feira, 1 de Abril, no Laboratório das Artes, em Guimarães, os primeiros resultados de um estudo de caracterização das linhas de água no concelho de Guimarães.

Um grupo de geógrafos, investigadores da Universidade do Minho, apresentaram os primeiros resultados de um trabalho realizado ao longo dos últimos quatro meses. Todos os cursos de água e regatos da Bacia Hidrográfica do Ave foram classificados e cartografados.

O estudo está a ser elaborado pelo Centro de Estudos de Geografia na Universidade do Minho, por encomenda da Câmara Municipal de Guimarães. A segunda fase de estudo passará por qualificar as áreas do domínio público hídrico, junto às margens do rio, e apresentar uma sugestão de locais que deverão ser intervencionados.

Nesta primeira fase do estudo o grupo de geógrafos apresentou um conjunto de indicadores relativos não só aos cursos de água do concelho, mas de toda a bacia hidrográfica – uma unidade fundamental de estudo em Geografia, como explicou Francisco Costa, um dos autores do estudo.

O destaque foi dado ao Rio Ave, sendo o rio principal de toda a bacia; ao Rio Selho, pela sua dimensão e por a sua sub-bacia ocupar uma área significativa do concelho; e, finalmente, à Ribeira de Couros, por atravessa a cidade de Guimarães.

O estudo conta com o envolvimento da Agência Portuguesa do Ambiente e da própria Câmara Municipal de Guimarães. As conclusões do estudo, de índole técnica servirão para fundamentar eventuais acções políticas futuras, com vista à correcção de algumas situações relacionadas com os cursos de água, com implicações directas nas utilizações do recurso água.

As questões relacionadas com a água e os cursos hídricos são um dos aspectos-chave na bateria de critérios que é necessário observar no processo de candidatura a Capital Verde Europeia. Na opinião de Domingos Bragança, presidente do município, só podemos tratar bem aquilo que conhecemos e este é um passo importante para melhor conhecermos os cursos de água de Guimarães.