PUB
Teatro Oficina estreia “Silenciador” com texto de Jacinto Lucas Pires
Quinta-feira, Outubro 9, 2008

A Companhia de Teatro Oficina terá em cena, no Centro Cultural Vila Flor, a peça “Silenciador”, um texto de Jacinto Lucas Pires e com encenação de Marcos Barbosa.

Em “Silenciador” o ambiente de cena recupera o imaginário do cinema policial e de alguma ficção científica da década de 1950. Jacinto Lucas Pires fala de um texto que retrata uma procura obscura pelo politicamente correcto.

Contudo, perpassa por toda a peça uma mensagem política que o autor não quis que fosse explícita, pretendendo ele próprio assumir-se como um agitador. Já para o encenador Marcos Barbosa o facto de uma companhia de teatro de Guimarães trabalhar texto de ficção como este é já em si um acto político.

A trama balança permanentemente entre o futuro e um passado, entre problemas que se vivem hoje mas vistos de um lugar onde ainda não estamos, o que justifica alguma indefinição do carácter dos personagens e da penumbra de que vive o contexto cénico.

O texto acompanha a investigação de um crime por dois agentes policiais ao mesmo tempo que se corrigem um ao outro e que desconfiam um do outro. No meio da investigação surge um personagem feminino, também ele com duas faces: um que o público vai conhecendo através de confidências e outro resultante dos diálogos da investigação policial.

Para além do texto de Jacinto Lucas Pires e da encenação de Marcos Barbosa, o elenco é composto por Diana Sá, Emílio Gomes e Ivo Bastos. A peça estará em cena de 9 a 12 e de 22 a 25 de Outubro, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor.

Texto e fotos: Paulo Dumas

Artigos Relacionados