PUB
SpinPark arranca em Outubro
Terça-feira, Maio 1, 2007

SpinPark é mais um nome a fixar pelos taipenses. Será a incubadora de empresas do AvePark e deverá arrancar em Outubro. Já foi notícia no Reflexo Digital, mas há novos dados a acrescentar.

Avelino Pinto, gestor da SpinPark – a incubadora de empresas do AvePark – deu uma entrevista à Lusa no passado fim-de-semana.

Nessa entrevista foram apresentados projectos já referenciados no Reflexo Digital, mas foram adiantados alguns dados novos.

Fica aqui uma resenha dos pontos essenciais (no final fique a saber mais sobre incubadoras de empresas):

– A SpinPark arranca em Outubro deste ano;
– As empresas que se instalarão na incubadora são sobretudo de ex-alunos e docentes da Universidade do Minho;
– As pincipais áreas/sectores das empresas serão as biotecnologias, nanotecnologias, automação e electrónica, têxteis técnicos, novos materiais, tecnologias de informação e saúde;
– O edifício da incubadora só estará pronto em Janeiro de 2008 e irá custar três milhões de euros;
– Entre Outubro e Janeiro, as empresas funcionarão no edifício central do AvePark;
– Quando estiver concluído, o edifício estará preparado para receber um total de 30 empresas, tendo sido concebido de modo a poder crescer no futuro com a junção de novos módulos, caso tal se justifique;
– A incubadora Spinpark é pertença da associação com o mesmo nome saída da empresa da Universidade, SpinValor, SA;
– Será, segundo Avelino Pinto disse à Lusa, “uma das peças-chave do AvePark, Parque de Ciência e Tecnologia das Caldas das Taipas”;
– A incubadora acolherá as empresas durante três anos, período em que beneficiam de apoio logístico, de serviços partilhados e de uma rede de infra-estruturas básicas, com destaque para a de fibra óptica, ligada quer ao campus de Guimarães da Universidade quer à rede de computação científica nacional;
– Os projectos aceites são antecedidos de um período de análise e preparação – em termos de gestão e viabilidade – sendo apoiados por um fundo de capital de risco em que entram entidades portuguesas e uma da Galiza, Espanha;
– Avelino Pinto defende que as jovens empresas que se fixarão na Spinpark terão um efeito positivo na concepção e fixação de quadros na região e na criação de valor acrescentado para o país;

«A médio prazo o trabalho da incubadora será benéfico para o próprio Parque de Ciência, na medida em que facilita a fixação permanente de novas empresas de base tecnológica», disse.

MAS AFINAL O QUE É ISSO DAS INCUBADORAS

Para ficar mais familiarizado com esta história das incubadoras, fomos ao site da Universide de Aveiro tirar algumas perguntas e respostas para o ajudar:

O que é uma incubadora de empresas?
É um local especialmente criado para abrigar empresas, oferecendo uma estrutura configurada para estimular, agilizar e favorecer a transferência de resultados de pesquisa para actividades produtivas. Para isso a Incubadora oferece apoio logístico e técnico (serviços de recepção e secretaria, sala de reuniões, Internet, fax, etc.) e uma gama de serviços que propiciam excelentes oportunidades de negócios e parcerias, para que você desenvolva a sua empresa.

Qual é o público-alvo da Incubadora?
Estudantes, professores, empreendedores, empresas que desejem desenvolver novos projectos, produtos e serviços baseados em tecnologia inovadora.

Quais as vantagens de ser uma empresa incubada?
Além dos espaços e serviços oferecidos, a própria concepção do sistema de incubação propicia o intercâmbio de ideias e tecnologias entre empresários incubados, que aprendem a importância de compartilhar o mesmo espaço, realizar parcerias e cultivar relacionamentos interpessoais de forma efectiva. Ter um projecto incubado significa ter um negócio com grande potencial de sucesso, que se desenvolve num ambiente propício para que se estabeleça fortalecido no mercado.

Artigos Relacionados