PUB
Socialistas responsabilizam Junta de Freguesia de Caldelas
Segunda-feira, Maio 28, 2012

Os membros do PS das Taipas, com assento na Assembleia de Freguesia de Caldelas, responsabilizam a Junta de Freguesia local pela recente queda de uma parede na Pensão Vilas.

Em nota distribuída à comunicação social, o PS das Taipas dá conta da sua “natural preocupação” relativamente à recente derrocada de uma parede de suporte do telhado da antiga Pensão Vilas.

Para os socialistas, este episódio vem agravar o estado de segurança do imóvel “podendo mesmo colocar em causa a sustentabilidade estrutural do edifício” e resulta das recentes intervenções de remoção do telhado do edifício que colocaram a nu as “evidentes fragilidades do edifício, colocando em causa a segurança de pessoas e bens que passem pelo local”.

“Foi colocada em causa a segurança pública” e o responsável pelo sucedido “é a Junta de Freguesia de Caldelas”, pode ler-se no referido documento.

Os socialistas acusam ainda a Junta de Freguesia de Caldelas de “ausência total de plano estratégico de actuação, não só para a Vila, como, concretamente, para aquele Edifício” e voltam à carga com o negócio que envolveu a compra daquele imóvel, que implica o pagamento de uma renda mensal, por parte da Junta de Caldelas, de 3 mil euros, considerando-o “ruinoso”.

A terminar, dão conta de que o PS considera que a situação “é intolerável e atingiu o limite da razoabilidade e do bom senso”. Consideram, por isso, “urgente” que o Executivo liderado Por Constantino Veiga “resolva, de uma vez por todas, a embrulhada em que mergulhou a Junta de Freguesia e para a qual parece não ter saída”.

“A Junta de Freguesia sem projecto e sem um plano arrasta um problema que envergonha a Vila das Taipas e mancha a imagem do património local, lançando um dos edifícios mais emblemáticos da Vila ao abandono, colocando em risco a segurança pública no local”, dizem os socialistas taipenses.

Artigos Relacionados