PUB
Socialistas acusam Junta de Freguesia de não cumprir minimamente o Plano de Atividades
Terça-feira, Maio 10, 2016

Durante a reunião da Assembleia de Freguesia, o desempenho do executivo da freguesia foi avaliados pelos partidos representados naquele órgão. PS diz que o plano não foi minimamente cumprido.

A discussão e votação da prestação de contas e atividade desenvolvida pela Junta de Freguesia (JF), no ano 2015, foi um dos pontos discutidos e votados na última Assembleia de Freguesia, que decorreu no passado dia 6 de Maio.

O PS fez vários reparos sobre a manifesta desorganização e desorientação do executivo, bem como sobre alguns procedimentos contabilísticos erráticos.

Os socialistas registaram deliberada ambiguidade e esquecimentos da JF no relato da atividade em 2015, tendo elencando inúmeras obras e atividades “não executadas” que constavam do plano de atividades apresentado e assumido por este executivo, sem que fosse dada qualquer explicação.

A coligação JpG congratulou-se pelo facto de todos os itens terem sido esclarecidos em reunião prévia, com a técnica responsável pelo registo dos movimentos contabilísticos, pelo facto do executivo ter arrecadado mais receita do que a prevista, e pelo facto de ter transferido receita corrente para fazer face a investimento na vila.

Constantino Veiga, em resposta ao PS, elencou intervenções que a JF tem levado a cabo e que são da responsabilidade da CMG, bem como protocolos que são retardados ou materiais para obras que tardam a chegar.

Chegado o momento da votação, os documentos acabariam por passar com o voto da coligação JpG e a abstenção da CDU, contra o voto desfavorável do PS.

Texto: José Henrique Cunha