Sistemas únicos de abastecimento de água deverão fundir os actuais até 2013
Segunda-feira, Março 13, 2006

Novo documento estratégico para o sector das águas (PEAASAR II) defende a fusão dos vários tipos de sistemas de abastecimento de água, assim como aqueles de tratamento de águas residuais.

A nova estratégia para o sector das águas deverá definir o alargamento da gestão dos actuais sistemas multimunicipais de captação e armazenamento de água com aqueles vocacionados para a distribuição até ao consumidor. Esta medida está incluída na lista de orientações estratégicas para o sector da água e que fazem parte do novo Plano Estratégico de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais (PEAASAR II). Este documento de estratégia sectorial, está a ser preparado desde 2004 e permitirá definir orientações para o sector da água para o período 2007-2013.

Actualmente, os sistemas estão divididos em dois tipos: os sistemas em alta que tratam basicamente da captação e armazenamento da água e os sistemas em baixa que completam o resto da cadeia até ao consumidor. O grupo de empresas da Águas de Portugal gere os sistemas em alta enquanto que os sistemas em baixa são geridos por empresas municipais ou multimunicipais, como é o caso de Guimarães.

No mesmo documento estão a ser preparadas outras mudanças. Por exemplo, a fusão de sistemas já existentes. Entre estas e como já foi anunciado está a fusão da Águas do Ave com a Águas do Cávado. Outra medida que está a ser equacionada considera a hipótese de juntar ainda a gestão dos sistemas de tratamento de águas residuais.

A gestão integrada de todo o sistema da água possibilita, segundo responsáveis pelo PEAASAR II, economias de escala, maximizando os investimentos efectuados e as tarifas a praticar.

Texto: Paulo Dumas

PUB

Artigos Relacionados