PUB
Sindicatos de Braga duvidam das conclusões do Governo Civil
Quarta-feira, Fevereiro 28, 2007

A União dos Sindicatos do Distrito de Braga questiona o Governo Civil sobre a realidade do desemprego no distrito, sustentando que a avaliação das estatísticas desemprego são uma leitura simplista da realidade e acusam os Governos de apenas fazerem show-off.

A divulgação das estatísticas do desemprego no distrito de Braga, divulgados no início da semana pelo Governo Civil do Distrito de Braga, provocou a reacção da União dos Sindicatos do Distrito de Braga (USDB).

O último relatório sobre o desemprego, referente ao mês de Janeiro, publicado pelo Governo Civil apontava para variações negativas no número de desempregados no distrito, tendo em conta os registos dos Centros de Emprego do Instituto de Emprego e Formação Profissional. Essas variações terão sido de -1% (relativamente a Dezembro de 2006) e de -7% (relativamente a Janeiro de 2007)

A organização sindical caracteriza o relatório dizendo que se trata de uma manipulação da realidade, contrariando a sua veracidade através de uma “simples leitura” estatística.

A USDB questiona o Governo Civil quanto às situações de desemprego que deram origem a emigração e aos jovens desempregados que não se encontram inscritos nos Centros de Emprego, embora estejam à procura de emprego.

A União de Sindicatos desafia ainda o Governo Civil a esclarecer quantos postos de trabalho foram criados pelas “novas empresas que se instalaram na região” e sobre as perspectivas de investimento capazes de criar novos postos de trabalho.

Os representantes sindicais acusam ainda os governos Central e Distrital de “apenas fazerem show-off para os media”.

Texto: Paulo Dumas

Artigos Relacionados